Meio Ambiente

7 dicas para uma alimentação mais saudável e sustentável

Coma melhor e ajude a natureza sem abrir mão do sabor

Maçãs

1. Seja vegetariano ao menos uma vez por semana

Você já deve ter ouvido falar da campanha Segunda Sem Carne, criada pela família do músico Paul McCartney. Segundo os dados do site oficial da campanha no Brasil, o consumo médio de carne atualmente tem uma pegada hídrica de 3800 litros de água por pessoa por dia. Cada quilo de carne bovina demanda 5 quilos de alimentos de origem vegetal, que poderiam alimentar muitas pessoas, e produz 335 quilos de gás carbônico (CO2) liberados na atmosfera, que são o equivalente a dirigir um carro por 1600 quilômetros. Além disso, fará muito bem para a sua saúde. Segundo um estudo do Departamento de Saúde Pública da Universidade de Oxford, se todos na Inglaterra deixassem de comer carne quatro dias por semana, seriam evitadas 31 mil mortes por doenças cardíacas e nove mil mortes por AVC (acidente vascular cerebral) todo ano.

2. Prefira alimentos orgânicos

O Rodale Institute, que tem um projeto de agricultura orgânica experimental nos EUA, comemorou seus 30 anos publicando um resultado incrível: além de proteger o solo, a agricultura orgânica gasta 45% menos energia e gera 40% menos gases de efeito estufa do que a convencional, que, por usar muitos agrotóxicos, causa muitos danos à nossa saúde e ao meio ambiente. Alguns estudos já relacionaram pesticidas a mutações genéticas, redução de QI em crianças e infertilidade. Prefira ainda as frutas da época, que são mais econômicas e nutritivas.

E as vantagens não estão só nos vegetais orgânicos. O ovo, por exemplo, mostrou maiores quantidades de ômega-3 e vitaminas A e E na comparação da produção orgânica com a convencional (saiba mais).

3. Tenha cuidado com suas panelas

Se o fundo da panela está torto, ela gasta mais energia (um gasto comparável ao de uma geladeira velha), porque a direção da chama do fogão se perde, demandando mais tempo para preparar e aquecer a sua comida. Ao comprar panelas novas, considere as opções de aço inoxidável ou revestido e as de ferro fundido, que são mais difíceis de entortar (saiba os prós e contras dos diversos tipos de panelas). Para descartar suas panelas antigas, procure postos especializados com o nosso buscador. Atenção também para o tamanho da panela, que se for menor do que a “boca” da chama, desperdiça até 40% mais energia.

4. Seja crudívoro uma vez por semana

A proposta é ainda mais ousada que ser vegetariano por um dia, mas apresenta muitas vantagens. O crudivorismo é a prática de comer apenas alimentos crus e seus adeptos defendem a ideia de que assim obtêm uma nutrição muito mais eficiente, porque algumas vitaminas e sais minerais são perdidos quando o alimento é aquecido. Claro que, para a prática, a dieta vegetariana estrita (ou seja, excluindo carnes, ovos e leite – mesmo a pasteurização causa perda de nutrientes) é mais fácil e mais segura, pois alimentos de origem animal crus podem transmitir diversas doenças e devem receber um preparo específico para poderem ser servidos crus sem causar danos à nossa saúde, então, a não ser que você tenha experiência com este tipo de preparo, é melhor não arriscar. E isso não significa que você vai passar o dia todo comendo “coisas sem graça”. Dá até para fazer bolo de chocolate sem levar ao forno.

5. Evite o desperdício

O desperdício de alimentos tem uma pegada hídrica muito alta, pois 70% da água disponível é utilizada na produção de alimentos. Além disso, outras externalidades, como a queima de combustível no transporte desses alimentos. Conheça 18 dicas para evitar o desperdício de alimentos em casa.

6. Coma lentilhas!

A queridinha do réveillon traz diversos benefícios à nossa saúde em qualquer dia do ano. Ela protege o coração, ajuda a reduzir o colesterol e o nível de açúcar no sangue, é fonte de ferro, fósforo, vitaminas do complexo B (inclusive B9 – o ácido fólico, tão importante para gestantes) e proteínas (tem a mesma quantidade que a carne). Além disso, contém triptofano, que é uma substância capaz de melhorar o seu humor.

7. Faça suas refeições em família e chame seus amigos

Você vai se divertir com todos e zelar pela sua saúde e a de seus filhos. Crianças e adolescentes que fazem suas refeições em família possuem maior estabilidade emocional. Além disso, ao jantar com vários amigos, você evita desperdício, pois está cozinhando uma vez só, diminuindo a quantidade de fogões que seriam ligados para alimentar a mesma quantidade de pessoas.

Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close