Entretenimento

“Não somos um país de cultos” desabafa Leo Dias sobre o Brasil

Leo Dias expôs opinião polêmica sobre o país no Fofocalizando desta sexta-feira

Uma discussão acalorada tomou conta da edição do programa Fofocalizando na tarde desta sexta-feira, 24 de agosto.

Tudo começou quando uma matéria sobre uma declaração recente de Claudia Alencar, de Rock Story e Prova de Amor, foi ao ar no programa. A atriz revelou no programa Sensacional, da RedeTV!, na última quinta-feira, que fez um aborto aos 17 anos.

Depois da exibição da matéria que citou o polêmico depoimento de Claudia ao programa de Daniela Albuquerque, os ânimos esquentaram no estúdio do Fofocalizando e os apresentadores, como já é de costume, divergiram um pouco sobre o assunto que estava em pauta.

A discussão promovida esteve centrada na ideia de legalização do aborto. Leão Lobo se posicionou favorável à legalização do aborto no Brasil. Mamma Bruschetta, por outro lado, disse que “por razões espirituais e até mesmo religiosas, eu não consigo ser a favor do aborto”.

Leão Lobo contrapôs a sua colega de programa e disse que “Não é questão de ser a favor do aborto. Eu gosto muito de criança. Não há ninguém mais espiritual ou que goste de crianças mais do que eu. E é justamente por gostar tanto de criança que eu não quero mais ver crianças sofrendo em famílias que não estão preparadas para recebê-las”.

Lívia Andrade no Fofocalizando

O comentário de Leão Lobo, porém, foi discordado por Léo Dias. O jornalista revelou que é Católico Apostólico Romano e que segue o que a sua religião prega. “Embora não pareça, eu sou Católico Apostólico Romano e sigo a minha religião. Minha religião é contra o aborto. Eu sou também” exclamou o apresentador.

Lívia Andrade e Décio Piccinini tentaram ficar mais neutros na discussão. Famosa por suas opiniões fortes e por falar o que pensa, Lívia disse que ainda precisa estudar mais sobre o assunto para ter uma opinião formada, se isentando de se decidir por um lado ou por outro do debate.

No meio da discussão, Léo Dias continuou “Nós precisamos preparar o país para mudar a legislação. O Brasil não está preparado para receber a legalização do aborto. É preciso ser um país culto para seguir essa lei. E infelizmente, não somos um país de cultos” desabafou.

E você, concorda com quem nessa discussão? Diga nos comentários!

Raigor Ferreira

Olá! Eu sou o Raigor. Sou escritor de livros infanto-juvenis desde 2014 e redator nas horas ocupadas. Autêntico canceriano e apaixonado pela escrita desde que aprendi a ler com quatro anos, escrevo sobre celebridades, séries e filmes aqui no Meio Ambiente Rio. Eu amo esse universo e se quiser entrar em contato comigo, escreva pararaigorbooks@gmail.com

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close