Meio Ambiente

Abóbora: Descubra os benefícios medicinal para a saúde

Abóbora ou jerimum, fruto da aboboreira, é uma designação popular atribuída a diversas espécies de plantas da família Cucurbitaceae (ordem Cucurbitales), nomeadamente às classificadas nos géneros

Abobra – uma única espécie, nativa da América do Sul
Cucurbita – género que inclui os tipos de abóbora mais comuns e a abobrinha (courgette/zucchini).
Pertence ao grupo das hortaliças.

Abóbora: planta medicinal utilizada principalmente contra a hiperplasia benigna da próstata, pode ser encontrada em forma comprimido ou cápsula.

Nomes

Nome em português: Abóbora
Nome binomial: Cucurbita pepo
Nome francês: Courge, citrouille, potiron, pépins de courge
Nome inglês: pumpkin
Nome alemão: Kürbis

Abóbora
Abóbora
Família

Cucurbitaceae

Constituintes

Esteróides, fitosteróis, ácidos graxos, vitamina E

Efeitos secundários

Eventual alergia, desconhecemos outras.

Contra-indicações

Alergia ao produto, desconhecemos outras.

Interações

Desconhecemos.

Preparações à base de abóbora

– Comprimidos de abóbora (à base de sementes de abóbora)

– Cápsula de abóbora (à base de sementes de abóbora)

Onde cresce a abóbora?

A abóbora cresce na Europa e na América.

Observações

A maioria dos especialistas acreditam que seja positivo (comprovado por estudos clínicos) o efeito do extrato lipófilo das sementes de abóbora nos estágios I e II da hiperplasia benigna da próstata. Atenção, esta doença é benigna mas pode esconder complicações mais graves na região da próstata (câncer…).

É por isso que todo problema na próstata deve ser avaliado por um médico. Somente um profissional capacitado poderá indicar o tratamento apropriado e observar se é necessário ou não iniciar uma terapia com sementes de abóbora.

Partes utilizadas

Sementes

​Efeitos da abóbora

Ação sobre a próstata, na hiperplasia benigna da próstata nos estágios I e II.

Indicações da abóbora

Hiperplasia benigna da próstata (estágios I e II), micção difícil.

Utilização

Em Portugal, a abóbora tem vindo a conquistar os hábitos alimentares, após a ideia antiga de se tratar de uma cultura secundária destinada à alimentação animal. É agora utilizada sobretudo na confecção de doces e de sopas. [1]

Produção em Portugal

74% da produção nacional de abóboras concentra-se na região Oeste. Cerca de 60% da produção nacional é exportada para Inglaterra, França e Alemanha. [2]

Com as informações Meio Ambiente Rio

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close