Meio Ambiente

Ideia criativa ajuda a capturar larvas do Aedes aegypt

Uma ampola de 60ml e uma mangueira de borracha de ¼ de diâmetro de qualquer comprimento é tudo que se precisa para facilitar o trabalho de capturar amostras de água parada que possam conter larvas do mosquito Aedes aegypt, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. Ao acoplar a mangueira ao bico da seringa, fica muito mais fácil recolher amostra em locais de difícil acesso como bueiros, calhas e equipamentos que acumulam água por dentro. A invenção está sendo usada em vistorias dentro da Embrapa Gado de Leite, que possui sede em Juiz de Fora – MG e dois campos experimentais, um em Coronel Pacheco – MG e outro em Valença – RJ.

A ideia de desenvolver o acessório que funciona como uma pipeta alongada foi do assistente da Embrapa Gado de Leite, Luiz Hidelbrando de Lima, que é formado em biologia. “Ao ampliar o comprimento do bico da seringa, não é preciso remover tampas de caixas d’água rachadas e nem fazer contorcionismo para recolher amostras em bueiros e equipamentos que ficam no tempo e acumulam água da chuva, como os de ar condicionado”, detalha.

Aedes aegypt
Aedes aegypt

Lima reforça que o pequeno equipamento vai facilitar muito o monitoramento mais constante de locais com potencial de desenvolvimento do Aedes aegypt. A princípio, ele havia idealizado a pipeta alongada para acessar os reservatórios de água das bromélias com folhas mais longas, sem precisar arrancá-las ou machucá-las. “Algumas plantas possuem pequenas serras nas folhas e, ao tentar recolher água de seus reservatórios com a ampola comum, há risco de machucar as mãos, o que não acontece com a ampliação do captador”, reforça.

O primeiro teste com a pipeta alongada foi muito bem sucedido, relata Lima. “Conseguimos capturar muitas larvas em reservatórios de difícil acesso, felizmente nenhuma era do mosquito Aedes aegypt”. Graças a sua formação, Ele mesmo pode identificar se as larvas são do temível inseto.

Marcos La Falce (MTb 3526- MG)
Embrapa Gado de Leite

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close