Aula inaugural do curso técnico em agronegócio nos três polos catarinenses

0

A aula inaugural do Curso Técnico em Agronegócio em Santa Catarina, oferecido pela Rede e-Tec Brasil, acontecerá em três polos catarinenses neste sábado (5), às 8 horas. O curso iniciará nos polos instalados nos Sindicatos Rurais de Seara, São José e Fraiburgo.

O primeiro curso técnico de nível médio na modalidade a distância oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) – totalmente gratuito – recebeu 680 inscrições para as 40 vagas disponíveis em cada polo presencial. Para o superintendente de Santa Catarina, Gilmar Antônio Zanluchi, a grande procura é para o Senar um claro sinal do sucesso da iniciativa, que marcou sua estreia no ensino formal de nível médio.

O curso, realizado em parceria com a Administração Regional de Santa Catarina, proporciona a habilitação, com validade nacional, de técnico nível médio em Agronegócio pela modalidade de ensino a distância com carga horária total de 1.230 horas e duração de quatro semestres ou dois anos. A condição para participar é que o candidato tenha o ensino médio completo.

Inteiramente gratuito e na modalidade semipresencial, o Curso Técnico em Agronegócio disponibiliza 80% das suas aulas via web. O restante da carga horária é reservado as aulas presenciais nos polos de apoio e visitas técnicas a propriedades rurais e agroindústrias, para que os alunos possam colocar em prática os novos conhecimentos. De acordo com a técnica pedagógica do Senar/SC, Kátia Simoni Zanela, assim como o curso, todo o material didático, incluindo apostilas e DVDs é garantido pelo Senar gratuitamente.

SANTA CATARINA

Em território barriga-verde, o primeiro Curso Técnico em Agronegócio do Senar iniciou suas atividades em março de 2015 com a abertura de três polos de apoio presencial em São José, Fraiburgo e São Joaquim. Em 2016 foi aberto um novo polo no Sindicato Rural de Seara.

Esta é a terceira seleção realizada pela Rede e-Tec Brasil no Senar, desde o lançamento do Curso Técnico em Agronegócio em novembro de 2014. De lá pra cá, a rede, iniciada com 20 polos de apoio implantados em nove Estados, quase triplicou. Agora já conta com 65 polos espalhados por 19 Estados, onde serão oferecidas mais de 3.000 vagas.

Leia Também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.