Entretenimento

Marcos Mion critica movimento feminista e cria polêmica na Internet

Apresentador de A Fazenda defendeu a instituição do casamento em seu Instagram no último domingo, 26

No último domingo, 26 de agosto, Marcos Mion aproveitou o seu dia livre para dar uma lição sobre família em seu perfil oficial no Instagram.

Porém, ao que parece, a mensagem não foi tão bem interpretada assim pelos seus próprios seguidores.

Em uma foto em que está ao lado de sua esposa, Suzana Gullo, Marcos Mion teve a intenção de defender a instituição do casamento nos tempos atuais.

“Em épocas de reavaliar o que é imposto culturalmente por décadas em cima de homens e mulheres, uma coisa me chama a atenção” escreveu Marcos no início de sua mensagem.

“As críticas em relação ao casamento estão, na minha opinião, tomando o caminho errado” continuou o apresentador da nova temporada de A Fazenda, que estreia em 18 de setembro na Rede Record.

Marcos Mion e Suzana Gullo Instagram

A crítica ao movimento feminista veio logo em seguida. “Eu vejo uma parte do movimento feminista lutando para que as meninas sejam criadas para trabalhar ao invés de casar porque isso, em teoria, as deixariam dependentes de um homem e daria a entender que a felicidade de uma menina só chegaria se ela se submetesse a um casamento”.

Segundo o texto escrito por Marcos Mion em seu perfil no Instagram, as famílias deveriam seguir um caminho oposto a essa ideia. “Não! O caminho é o oposto! Criem os meninos para casar! Em igualdade às meninas, valorizando assim o que é mais importante: a Família! Isso é tão óbvio para mim!” escreveu Mion.

Nas palavras do apresentador, as famílias deveriam criar os meninos para ter respeito e senso de igualdade em relação às meninas.

O apresentador ainda aproveitou para defender a família acima de tudo. Inclusive, acima de uma carreira profissional bem-sucedida. Em caixa alta, Mion escreveu: “O trabalho não vem antes da família. Não pode vir!”.

Mion ainda acrescentou que independente da sua sexualidade, uma pessoa deve buscar formar uma família, seja ela hétero, gay ou bissexual.

Para resumir, Mion escreveu que devemos criar uma geração que busca a igualdade no casamento antes da igualdade no mercado de trabalho, pois é a família que devemos priorizar, segundo o apresentador. “Estamos perdendo para sempre os ensinamentos de Deus” escreveu ele.

Temendo por antecipação ser mal interpretado pelos seus próprios seguidores, Mion escreveu: “Os ensinamentos de Deus servem para qualquer ser humano, independente de suas orientações sexuais”.

Embora bastante otimista em sua mensagem, nos comentários, Mion parece não ter sido interpretado como desejava.

“O movimento feminista não luta para que meninas sejam ensinadas a trabalhar ou a casar. O movimento feminista luta para que meninas sejam ensinadas que podem seguir o caminho que quiserem, seja trabalhando, sendo independente, sem ter a obrigação de construir uma família se assim ela não quiser” disse uma seguidora.

Outra seguidora também discordou do discurso de Mion. “O feminismo não doutrina ninguém para casar e nem para trabalhar. O seu equívoco está aí. O feminismo busca dar liberdade para a mulher decidir ser o que ela quiser ser. Não há críticas ao casamento no feminismo. Existem críticas ao modelo paternalista de casamento, e não ao casamento em si” escreveu a seguidora.

E você, concorda com o raciocínio elaborado por Marcos Mion ou acha que ele se equivocou em alguns conceitos? Diga a sua opinião nos comentários!

Olá! Eu sou o Raigor. Sou escritor de livros infanto-juvenis desde 2014 e redator nas horas ocupadas. Autêntico canceriano e apaixonado pela escrita desde que aprendi a ler com quatro anos, escrevo sobre celebridades, séries e filmes aqui no Meio Ambiente Rio. Eu amo esse universo e se quiser entrar em contato comigo, escreva pararaigorbooks@gmail.com

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close