Meio Ambiente

Colesterol: Você realmente sabe o que provoca?

O colesterol é um tipo de lipídio (gordura) encontrado em nosso organismo, fundamental para o seu funcionamento normal. É encontrado em carnes e alimentos de origem animal como ovos e leite.

O colesterol é responsável pela produção de hormônio e vitamina D no corpo, porém o excesso de colesterol no sangue pode ser prejudicial à saúde, aumentando o risco de desenvolver doenças cardiovasculares.

Existem dois tipos de colesterol:
O LDL conhecido como ruim, pode se depositar nas artérias e causar entupimento.
O HDL conhecido como bom, retira o excesso de colesterol das artérias impedindo o seu depósito e a formação de ateromas (placas de gorduras). A gordura é transportada para o fígado e eliminada pela bile e fezes.

A elevação do colesterol pode ser causada por hereditariedade ou pelo estilo de vida de cada pessoa, como alimentação, obesidade e ausência de exercícios físicos.

O colesterol é encontrado em alimentos de origem animal, que são ricos em gorduras saturadas como carne vermelha, frutos do mar, leite, ovos, e também nos alimentos industrializados como biscoitos, chocolates e sorvetes. As gorduras insaturadas estão presentes em alimentos de origem vegetal como margarinas, avelã, nozes e óleos vegetais.

É possível diminuir os níveis de colesterol e até evitar seu aumento através de uma dieta balanceada, com baixos níveis de gordura e colesterol. Existem também medicamentos naturais como o Tribulus Terrestris que auxiliam na redução do colesterol.

Outra forma de evitar o aumento do colesterol é através de exercícios físicos, pois a atividade física ajuda no emagrecimento e no controle do peso. Evitar o cigarro e o estresse também diminui o risco de infarto.

Algumas vezes os exercícios físicos e uma dieta balanceada não são suficientes para controlar o colesterol. Nesses casos o médico vai prescrever o medicamento necessário para o tratamento do colesterol e de alguma doença associada.

Você realmente sabe o que provoca o colesterol?

Ao ler a pergunta, logo pensou na má alimentação? Você não está totalmente errado. Mas saiba que a dieta rica em gordura e açúcares é responsável por apenas 20% do nível de colesterol no sangue.

Outros fatores como problemas endocrinológicos, hepáticos ou renais, consumo de determinados medicamentos e até mesmo a hereditariedade podem influenciar a quantidade dos níveis de colesterol no organismo e elevar os riscos de desenvolvimento de acidente vascular cerebral (AVC) e de doenças cardiovasculares, como o infarto do miocárdio, por exemplo.

Por isso, se você estiver com as taxas de HDL ou triglicerídeos acima da média, é importante fazer uma investigação clínica, considerando todos esses fatores.

Mas afinal, o colesterol é tão ruim assim?

Boa parte desse colesterol é produzido no fígado. Sua produção é fundamental para uma série de processos bioquímicos, como a produção de hormônios e de membranas celulares. Outra função do HDL (ou bom colesterol) é ajudar a limpar as artérias.

Por outro lado, o LDL (colesterol ruim) causa entupimento dessas artérias. E é por isso que uma taxa elevada é tão preocupante para a saúde.

Controlando o problema
Para o bom funcionamento do organismo, deve haver uma harmonia entre as taxas do HDL e do LDL. Para o primeiro, quanto mais alto melhor; para o segundo, o ideal é sempre manter o mais baixo possível (dependendo ainda da situação clínica de cada indivíduo). Por isso, a alimentação saudável, juntamente com a prática de atividades físicas, é fundamental.

Por isso, invista em uma dieta rica em gorduras insaturadas (encontradas nas nozes, óleos vegetais e abacate) e com baixo consumo de gordura saturada (encontrada principalmente em alimentos de origem animal). E, se você ainda não é fisicamente ativo, inicie a prática de exercícios o quanto antes. O ideal é que eles sejam feitos por, pelo menos, 30 minutos diários e em ritmo moderado.

Tratamento
Se você foi diagnosticado com este problema, siga a terapia recomendada pelo médico e não deixe de investigar a raiz do problema. O tratamento medicamentoso só costuma ser indicado quando o indivíduo apresenta doença aterosclerótica (acúmulo de placas de gordura nas artérias) evidente ou taxas significativamente altas do colesterol total.

A prevenção ainda é a melhor saída. Por isso, o check-up anual é fundamental para identificar problemas de saúde que possam desencadear alterações, e manter uma vida saudável.

Vagner Liberato

Sobre o autor | Website

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.