Meio Ambiente

Jesus usa água para ensinar seus discípulos a viverem uma vida pacífica

Por Alex Sandro Santos*

Não é de hoje que natureza geme em brados fortes num cenário que apresenta-se como um leito de morte. É tanta incoerência num palco hostil onde seres humanos se apresentam como atores principais exercendo um papel desconjuntado de valores perdidos e que se agridem entre si simplesmente por algum fundamento totalmente desiquilibrado. Cada vez mais em que se aponta o controle e se aperta o botão capaz de ligar a televisão de 10, 20, 30, 40 ou um milhão de polegadas, nos surge na tela a mesma cena desenfreada e perturbada que é uma sociedade que busca no “ter” um prazer transformado em “poder” e tudo sem o menor questionamento.

A água do planeta está cada vez mais escassa, isto é um fato superimportante e muito pouco são os que se preocupam com isto. Enquanto existir este líquido precioso ao abrir aquela torneira moderna que nos deixa até em confusão para entender aonde a água de fato vai escoar, o resto não importa muito, inclusive de onde ela vem e a importância de cada gota que escorre pelo ralo. Sem água não existe vida, nem para o ser humano, nem para as plantas, nem para a terra. Basta imaginarmos aquela imagem do sertão do Brasil, onde o chão está em rachaduras, os gados em caveiras caídos pelo chão, as pessoas sobreviventes portando no rosto magrelo uma vasta angústia, vegetações sem verde… uma dor que dói em todos!

Para onde estamos indo realmente plantando neste solo fértil sementes de puro egocentrismo humano para com a criação de Deus? Sim de Deus. Está escrito nas escrituras sagradas que Deus tudo criou e deu a missão ao homem para cuidar e cultivar a terra, mas o que vemos por aí e, em todos os ambientes, é um ser humano cortando árvores e destruindo o planeta sem o menor controle e pudor, talvez seja pela falta de entendimento ou por pura desobediência mesmo. O que muitos se esquecem é que as árvores, cada uma da sua espécie criada cuidadosamente pelas mãos divinas, tem a sua peculiaridade, assim como a obtenção e armazenamento de água que a libera em partículas que sobem ao céu e que voltam à terra num ciclo harmonioso gerando vida. Enfim, vai muito além do que isto o papel de uma árvore.

A água, inclusive, sempre esteve presente nas parábolas de Jesus, assim como o texto do livro de João 4:14 que ressalta Deus como uma verdadeira fonte “Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna”.

Reflitamos sobre a importância desta água que ainda temos em abundância.

*Repórter fotográfico/jornalista matriculado pela Federação Nacional da Imprensa, diretor comercial e de comunicação da Elas Ecomodas e idealizador do Projeto Ambiental Elas Preservando

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close