Meio Ambiente

Fórum regional do oeste reúne-se dia 5 e planeja ações para este semestre

A apresentação de metodologia para agenda de prioridades regionais e a preparação do 2º Fórum Econômico do Grande Oeste são temas da primeira reunião, neste ano, do Fórum de Competitividade e Desenvolvimento para a Região Oeste de Santa Catarina que se reúne dia 5 de abril, das 15 às 17 horas, no auditório do Bloco A da Unoesc Chapecó. O encontro será coordenado pelo vice-reitor da Unoesc Chapecó e presidente do Fórum, professor Ricardo Antônio de Marco e pelo vice-presidente regional da FIESC Waldemar Antônio Schmitz.

O Fórum de Competitividade e Desenvolvimento foi criado em 2013 por iniciativa da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) e Federação das Indústrias do Estado (FIESC) para planejar o crescimento com foco no desenvolvimento econômico sustentável.

Trata-se de um órgão técnico de articulação, orientação e integração regional na definição de diretrizes voltadas à competitividade e ao desenvolvimento do oeste que tem como objetivos promover a integração regional para discutir suas competências, de forma a proporcionar condições para o seu desenvolvimento e competitividade; construir uma agenda participativa; desenvolver um plano de ação visando aglutinar as diversas iniciativas, projetos e propostas e articular a captação e aplicação de recursos e a elaboração de estudos.

FÓRUM ECONÔMICO

Concebido para ser um evento anual, a segunda edição do Fórum Econômico Grande Oeste Catarinense está programado para este primeiro semestre. O Fórum Econômico é coordenado pelo Forum de Competitividade e Desenvolvimento para Região Oeste, com apoio da Fiesc, Unoesc, Sebrae e BRDE.

Em 2015, o primeiro Fórum Econômico integrou as instituições públicas, privadas e da sociedade civil e justificou-se pela necessidade de articulação, orientação e capacitação regional para fortalecimento e geração de valor para os negócios já existentes e aos novos projetos integrando os diversos setores da sociedade.

“Necessitamos criar espaços de discussão entre os setores produtivos, a sociedade civil e o poder público para auxiliar na viabilização de ações que visam à competitividade e desenvolvimento regional. Vamos propor e avaliar planos, programas, projetos e ações para promover a integração da comunidade regional na discussão de suas competências e necessidades, de forma a proporcionar condições para o seu desenvolvimento e competitividade”, relata Ricardo de Marco.

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro.
Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável.
Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer!

Para falar comigo, entre em contato pelo email:
contato@meioambienterio.com

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker