Meio Ambiente

Projeto em Nova Friburgo transforma óleo de cozinha em sabão ecológico

Por Alex Sandro Santos*

O óleo de frituras tem sido encarado como um verdadeiro vilão ao meio ambiente, pois grande parte daquilo que sobra das frituras é descartado de maneira irregular pela população. Na água, o assunto ambiental fica ainda mais sério, pois um único litro de óleo de cozinha pode poluir mais de 10.000 litros de água. O tratamento da água poluída por este tipo resíduo pode elevar até 45% o seu custo, além de agravar o efeito estufa, já que o contato da água poluída pelo óleo ao desembocar no mar gera uma reação química que libera gás metano – um componente muito mais agressivo que o gás carbônico-, segundo informações levantadas pelo portal Ser Melhor.

Se tudo isto não for o suficiente para convencê-lo do mal que se faz ao descartar o óleo indevidamente na natureza, saiba que ele também provoca o entupimento da rede de esgotos e do encanamento de sua casa, o que pode lhe trazer prejuízos no bolso.
Pensando nisto, a empresária gente boa e de bem com a vida, Nagda Florêncio, também responsável pelo Restaurante Cantina Camping, localizado no bairro Cascatinha em Nova Friburgo, decidiu mergulhar fundo na sustentabilidade, criou o “Projeto TransformÓleo” e passou a reciclar óleo de cozinha para fabricação de sabão ecológico cuja receita a foi dada por sua mãe, Maria de Lurdes Florêncio. Segundo a própria Nagda, o seu sabão, nomeado por ela como SabÓleo, é biodegradável, ótimo para limpeza pesada, tipo cozinha e banheiro; um excelente desengordurante, que dá brilho às panelas e copos e é supereconômico, pois pouca quantidade faz muita espuma. O pote de 250 gramas custa R$ 3 e de 500 gramas, R$ 6. A cada dez potes vendidos, Nagda reserva o valor de um pote para uma das instituições filantrópicas existentes em Nova Friburgo: Apae, Laje, Casa São Vicente de Paulo e Caps.

Nagda conseguiu algumas bombonas (popularmente conhecidas como galões plásticos) no Supermercado Casa Friburgo e as distribuiu nos chamados ecopontos já implantados em diversos locais em Nova Friburgo, assim como o próprio restaurante Cantina Camping, Padaria Encanto da Montanha e em condomínios do bairro Cascatinha. “Tenho encontrado bons parceiros que sempre me ajudam com dicas para aprimorar o meu trabalho, assim como Alex e Adriana da Elas Ecomodas que são bastante atuantes em tudo que se refere a preservação do meio ambiente, seja na divulgação do meu projeto, ideias para o nome, coleta de óleo nas escolas, e recentemente me deram uma ideia fantástica que consiste em inserir a minha marca no próprio sabão enquanto ele se encontra no estado de solidificação” – disse ela.

Nagda sugere que óleo não seja armazenada em garrafas PET, pois fazendo isto impossibilita que estas embalagens sejam recicladas novamente. Ela pede para que o óleo seja armazenado em vasilhas de plástico, vidro ou lata que possua tampa, e quando o recipiente estiver cheio, deve ser levada até o ponto coletor, onde o óleo deverá ser despejado no interior do galão cujo mesmo é trocado por outro vazio toda vez que se enche. Por meio desta iniciativa, que já existe cerca de dois anos, ela já recolheu mais de 1.500 litros de óleo.

E como uma das bases da sustentabilidade é manter-se financeiramente, Nagda enfatiza que reciclar óleo é economicamente viável, além de poder ser vendido diretamente ao Prove (Programa de Reaproveitamento de Óleo Vegetal) – um programa do governo estadual. “Fazer este trabalho, além de ajudar a preservar a natureza, é viável financeiramente, pois tem matéria-prima sobrando. É muito óleo que não tem para onde ir e, muitas vezes, é descartado de forma incorreta” – conclui Nagda Florêncio que também oferece cursos para fabricação de sabão e planeja montar uma cooperativa para recolher óleo.

Mais informações pelos telefones (22) 2519-3260 e 9.9938-7294 ou pelo e-mail nagda@frionline.com.br

*Repórter fotográfico/jornalista matriculado pela Federação Nacional da Imprensa, diretor comercial e de comunicação da Elas Ecomodas e idealizador do Projeto Ambiental Elas Preservando

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close