Meio Ambiente

Fome na África

Pior seca em décadas na África que está levando 36 milhões de pessoas à fome. A ONU relatou que os efeitos do El Niño nos países do Sul e Leste da África são os mais afetados, ao contrário do que ocorre normalmente, o fenômeno que aquece as águas do Pacífico e leva chuvas à região, este ano provocou a maior seca dos últimos 35 anos, relacionada ao El Niño, a seca sem precedentes provocaram o segundo ano consecutivo de fome na região.

el_nino_11feb
Mapa El Niño 2016

Segundo relatos do Programa Alimentar Mundial, as consequências da seca anormal irão perdurar até 2017, época da próxima colheita, porém a ONU alerta para a previsão de poucas chuvas nas áreas afetadas, o que poderá agravar ainda mais a situação.

0,,16808147_303,00
Foto: Ton Koerne 

Já não bastasse a fome, o risco do aumento de doenças relacionadas à contaminação da água, combinação da falta d’água, saneamento e condições de higiene, altos níveis de desnutrição e deslocamento de populações, preocupam demais a ONU. Segundo a Organização Humanitária World Vision International, existe a necessidade imediata de distribuição de água e alimentos para os mais atingidos, com intuito de minimizar os efeitos danosos à população local, redes humanitárias estimam que seja necessário um aporte financeiro na ordem de US$228 milhões para evitar que o problema se alastre ainda mais. tumblr_static_africawater No passado, a grande seca acontecia a cada 10 anos, depois a cada 05 anos e agora ocorrem a cada 03 anos. Fica evidente o quão vulnerável estamos às variações climáticas, urge que se faça um planejamento de sobrevivência nestas áreas, uma vez que todos os estudos indicam que, daqui para frente será sempre assim. ng1590331 Venho alertando para a urgência de se começar a fazer algo efetivo para reduzir de maneira drástica os efeitos do aquecimento global, a cada dia que passa surge novos problemas relacionados ao tema e apesar do acordo da COP21, uma vitória parcial para toda a humanidade, é necessário que nossas atitudes em defesa do meio ambiente sejam mais eficazes e agressivas, o tempo é curto! Coloco-me ao lado de todas as pessoas que vem sofrendo consequências terríveis em suas localidades, oriundas muitas vezes em outros continentes, por governos que jamais acreditaram ou se importaram com o meio ambiente, levando apenas em conta suas economias locais. Saudações! Agindo local, pensando global! O universo conspira a favor, mas é preciso suar! Carlos Avelino.

Com as informações carlosavelino.com

Sobre o autor | Website

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.