Meio Ambiente

Sistema Agroflorestal é uma das tecnologias presentes na Tecnofam

Agricultores, técnicos, professores, estudantes e outros visitantes que participarem da Tecnofam (Tecnologias e Conhecimentos para a Agricultura Familiar), de 11 a 13 de maio, na Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados/MS, poderão conhecer um Sistema Agroflorestal Biodiverso (SAF), que já tem nove anos de implantação e reúne cerca de 40 espécies de árvores nativas madeiráveis ou frutíferas, cultivadas simultaneamente com inhame, taioba, flores tropicais, pupunha, erva-mate e fruteiras como banana, abacaxi e maracujá.

O SAF é uma alternativa de elevado potencial para produção de alimentos, geração de renda e restauração ambiental. A pesquisa coordenada pelo pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, Milton Parron Padovan está sendo realizada em diferentes regiões do Oeste do Brasil, nos Estados do Mato Grosso do Sul, Oeste de São Paulo e Noroeste do Paraná, e também se utiliza de sistemas agroflorestais implantados por agricultores familiares tradicionais, assentados e indígenas, para a realização de avaliações gerando informações importantes e novos conhecimentos.

Em seu estudo, o pesquisador observou que apesar das condições climáticas adversas que ocorrem com certa frequência (excesso de calor ou de frio, por exemplo), nos SAFs a produção de alimentos, madeiras, fibras, óleos e plantas medicinais, por exemplo, quase não sofrem impactos e a produção fica garantida. “Tudo foi produzido dentro do esperado pelos agricultores pesquisados, que obtiveram renda diversificada ao longo do ano para o sustento de suas famílias. Independentemente do que acontecer em termos de mudanças climáticas bruscas, os SAFsbiodiversos se mantém produtivos e com boa resistência”, disse Padovan.

“Uma família de agricultores que dispõe de um SAF vai produzir mais e está com a sua segurança alimentar e nutricional garantida. Mesmo que haja problemas de mercado, o sistema produz vários produtos ao mesmo tempo ao longo de todo o ano. Além disso, cada espécie vegetal presente nesses sistemas produz serviços ambientais diferentes e que juntas promovem a restauração ambiental”, informa Padovan.

Ele explica ainda que outra vantagem dos SAFsbiodiversos é a possibilidade de implantar arranjos produtivos de acordo com as necessidades da família. “Os arranjos são peculiares a cada família que está produzindo e são definidos pela própria família, que vai conduzir o sistema de acordo com a sua necessidade, a disponibilidade de mão-de-obra para esse trabalho, e o que ela espera do SAF”, explica Padovan.

A essência dessa tecnologia social é possibilitar que cada agricultor tenha liberdade de diversificar e compor o arranjo produtivo que for mais conveniente para ele, com uso de árvores nativas e exóticas, além da diversidade de culturas agrícolas que vão compor o sistema.

Tecnofam 2016 – Esta e outras tecnologias da Embrapa serão apresentadas na Tecnofam 2016 (Tecnologias e Conhecimentos para a Agricultura Familiar), em Dourados, MS. Os resultados de pesquisa que estarão sendo compartilhados no evento são oriundos das seguintes Unidades da Embrapa: Agropecuária Oeste, Algodão, Amazônia Ocidental, Arroz e Feijão, Gado de Corte, Gado de Leite, Hortaliças, Instrumentação, Mandioca e Fruticultura, Meio Norte, Milho e Sorgo, Pantanal e Tabuleiros Costeiros. Também haverá tecnologias desenvolvidas pela Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e de empresas expositoras.

A promoção da Tecnofam é da Embrapa Agropecuária Oeste. A realização do evento é da Embrapa, Agraer, Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf), Senar/MS e Prefeitura Municipal de Dourados, através da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Semafes).

Christiane R. Congro Comas (Mtb-SC 00825/9 JP)
Embrapa Agropecuária Oeste
agropecuaria-oeste-imprensa@embrapa.br
Telefone: (67) 3416-6884

Sobre o autor | Website

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.