Meio Ambiente

Produtores conhecem manejo de erva-mate para alta produtividade

O manejo da erva-mate plantada para alta produtividade foi tema de um dia de campo realizado em Ilópolis/RS, dia 16/06. Em discussão, o rebaixamento e desponte de erva-mate. Participaram do evento cerca de 40 produtores de erva-mate do município, que é o maior produtor de erva-mate do Rio Grande do Sul, responsável por cerca de 20% da produção do estado. O Dia de Campo aconteceu na propriedade de Valcir Montagner, que é produtor rural e sócio da Ximango Indústria de Erva-mate, em um trabalho de parceria do produtor com a Embrapa Florestas e Ibramate.

Produtores rurais e técnicos da Emater/RS assistiram a uma palestra sobre o Erva20, programa que a Embrapa Florestas está desenvolvendo para transferência de tecnologias que visam ao aumento da produtividade de ervais. Em seguida, no campo, os participantes conheceram práticas de manejo para a recuperação produtiva de um erval com mais de 30 anos. Este tipo de erval, mesmo que manejado adequadamente, com o tempo perde drasticamente a produtividade, além de se tornar mais suscetível ao ataque de pragas e doenças. “A prática de rejuvenescimento do erval, via poda e adubação, entra como uma solução nestes casos”, explica Ives Goulart, da área de TT da Embrapa Florestas e responsável pelo dia de campo. Além de aprender a maneira correta de fazer, os participantes conheceram uma área em que técnicos da Embrapa Florestas montaram uma Unidade de Referência Tercnológica (URT) que passou pelo processo de readequação do manejo e deve voltar a produzir de maneira satisfatória.

O desponte do erval também foi demonstrado. “Melhorias no manejo representam uma grande diferença na produtividade”, alerta Ives. É o que já pode ser aferido na área do produtor Valcir Montagner, que aplicou a tecnologia usada na URT em outras áreas da propriedade. ” Temos a expectativa de aumentar a produtividade em até 30% com o manejo adequado dos ervais, principalmente com a poda”, conta Valcir Montagner. O produtor conta que diversas técnicas de melhoria de manejo do erval até são conhecidas pelos produtores, mas a realização de ações de transferência de tecnologia ajuda a entender como fazer corretamente. “Nossa intenção com o dia de campo é mostrar que podemos aumentar a produtividade com baixo custo para o produtor rural e, com isso, aumentar a lucratividade da cultura”, explica.

“Ilópolis tem hoje cerca de 800 propriedades rurais, sendo que, em 80%, a erva-mate é o principal cultivo. Estas práticas apresentadas no dia de campo já são realizadas por alguns produtores, mas sempre dá mais segurança aprender sobre a forma de correta de fazer”, avalia Clóvis Roberto Roman, Secretário de Agricultura do Município.

O evento foi realizado pela Embrapa Florestas, Ervateira Ximango e Ibramate.
Seminário Erva-mate XXI
As tecnologias mostradas no dia de campo fazem parte do programa Erva20, que está em fase de elaboração e será lançado no “Seminário Erva-mate XXI: modernização no cultivo e diversificação do uso da erva-mate”, que acontece de 5 a 8 de outubro em Curitiba/PR. O programa tem como objetivo a adoção de práticas de manejo para altos rendimentos. Para saber mais sobre o evento, clique aqui.

Katia Pichelli (MTb 3594/PR)
Embrapa Florestas
florestas.imprensa@embrapa.br

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close