Meio Ambiente

Computador e celular: Especialista alerta sobre cuidados com a postura

O cuidado com a postura está entre as preocupações constantes dos especialistas, já que cada vez mais, as pessoas passam horas em frente ao computador no trabalho, na escola, na faculdade e, em outros momentos, independentemente do local, o celular é quem ganha atenção. As consequências disso, ao longo do tempo, estão relacionadas a um corpo extremamente cansado, desconforto e noites mal dormidas – condições que costumam levar ao surgimento de dores crônicas e doenças na coluna.

De acordo com o médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann, cuidar da postura diariamente deve estar entre as prioridades das pessoas, seja no trabalho, em casa, no colégio, na faculdade e, em todos os lugares e momentos em que o celular é utilizado. “Entre os fatores essenciais para ganhar boa consciência corporal está a prática de algum tipo de atividade física”, orienta Reichmann, que detalha os principais cuidados ao utilizar o computador e o celular.

NO COMPUTADOR

Ao usar o computador, é necessário evitar que o corpo “escorregue na cadeira” e que os músculos e articulações fiquem tensionados demais com as atividades diárias. Outra recomendação é sentar-se sobre os ísquios (os dois ossos pontudos da bacia, que ficam na transição entre os glúteos e o púbis). “Para saber onde eles estão, sente-se no chão e procure encostar esses ossinhos no plano. Quando sentamos nos ísquios, automaticamente, endireitamos toda a coluna, o que não acontece ao sentarmos sobre o osso sacro, que fica na base da coluna, fazendo com que nos curvamos para frente ou pra trás”.

Segundo o médico, quando a pessoa estiver sentada na cadeira, os pés devem ter um apoio firme no chão. “É importante que os joelhos fiquem num ângulo de 90 graus, pois isso ajuda a não sobrecarregar a coluna lombar. Também é fundamental que os ombros fiquem confortáveis, sem tensão e, principalmente, longe das orelhas”.

Outro aspecto importante a ser observado é a altura dos olhos em relação à tela do computador. Os olhos devem alcançar a tela sem que a pessoa abaixe ou levante o pescoço e, ao longo do dia, isso causa desconforto e dores na cervical e maxilar.

NO CELULAR

Com relação ao uso do celular, Reichmann confirma a gravidade do problema ao mencionar um estudo publicado no periódico “Surgical Technology International”, que avaliou a tensão na coluna cervical na ­região do pescoço­ conforme a inclinação da cabeça, mostrando que em posição neutra, a cabeça de um adulto pesa entre 4,5 kg e 5,4 kg. À medida que a cabeça vai se inclinando para baixo, o pescoço passa a sustentar mais peso, ou seja, quando a inclinação é de 30º, o pescoço suporta aproximadamente 18 kg e quando a inclinação é de 60º, aguenta 27 kg, seis vezes mais do que o peso real da cabeça.

A principal recomendação para prevenir o problema é reduzir o uso do celular. Outros cuidados também são importantes, entre eles, elevar o aparelho para que o centro da tela permaneça na altura dos olhos, o que evita que a cabeça abaixe significativamente. Apoiar braços e antebraços para que não fiquem sobrecarregados, além de praticar exercícios de fortalecimento dos músculos regularmente também estão entre as medidas importantes para prevenir ou minimizar problemas na coluna.

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro.
Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável.
Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer!

Para falar comigo, entre em contato pelo email:
contato@meioambienterio.com

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker