Meio Ambiente

Embrapa promove Dia de Campo sobre Recursos Genéticos

Pela primeira vez serão apresentada ao mesmo tempo as pesquisas nas áreas animal, vegetal e microrganismos

Como o tema “Recursos Genéticos na Embrapa: promovendo o desenvolvimento sustentável”, a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia promove no dia 18 de agosto de 2016 o primeiro Dia de Campo que irá mostrar ao mesmo tempo e no mesmo local as pesquisas da Embrapa com recursos genéticos animais, vegetais e microrganismos. O evento é aberto a estudantes, produtores, pesquisadores e cidadãos em geral e acontecerá somente no período da manhã, das 9h às 13h, no Campo Experimental Fazenda Sucupira, em Brasília/DF.

Na parte vegetal, os visitantes terão a oportunidade de saber mais sobre o Banco Genético da Embrapa, pioneiro no Brasil por reunir em um só espaço pesquisas de conservação e uso sustentável de recursos genéticos de plantas, animais e microrganismos. Com uma área de aproximadamente dois mil metros quadrados, o prédio tem capacidade para armazenar amostras de 750 mil sementes. É o maior da América Latina e um dos maiores do mundo. Guarda atualmente mais de 120 mil amostras de sementes de 765 espécies conservadas em câmaras frias a 20º abaixo de zero, onde podem permanecer por até 100 anos.

“O objetivo do Banco Genético da Embrapa é contribuir para a segurança alimentar das gerações atuais e futuras. Ele funciona como um backup de todos os bancos de conservação mantidos pela Empresa nas diferentes regiões brasileiras, o que o torna um manancial genético à disposição dos cientistas para o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias com características de interesse da sociedade, como por exemplo, resistência a pragas e doenças; tolerância a estresses climáticos e maior teor nutricional, entre outras aplicações”, explica o pesquisador da Embrapa Juliano Pádua. Além da coleção de base de sementes, o público irá conhecer os métodos de conservação in vitro de recursos genéticos vegetais e o Banco de DNA vegetal.

Na área animal, o público vai conhecer as espécies que compõem o Programa de Conservação e Uso de Recursos Genéticos Animais da Embrapa. São raças de ovinos, caprinos, suínos, equinos, bovinos e asininos que compõem a chamada “Arca de Noé” da Embrapa. “Mostraremos raças que podem ser consideradas verdadeiros tesouros genéticos, pois guardam características adquiridas ao longo de séculos que são de grande importância para os programas de melhoramento genético”, enfatiza o pesquisador da Embrapa, Arthur Mariante.

Outro destaque serão os Bancos de Germoplasma e de DNA e Tecidos Animais. “Atualmente, conservamos mais de 90 mil doses de sêmen e 450 embriões de raças de animais domésticos de interesse agropecuário. Esse tipo de conservação a longo prazo é chamada de ex situ in vitro, quando o material genético é mantido em criotanques com nitrogênio líquido, a uma temperatura de 196ºC negativos”, conta o pesquisador Alexandre Floriani. Já o Banco de DNA e Tecidos animais, utilizado nos estudos de caracterização genética das raças, guarda atualmente 11.850 amostras desse material.

As pesquisas com microrganismos também estarão presentes no Dia de Campo. A Embrapa investe na formação de coleções de microrganismos (fungos, bactérias e vírus) desde a sua criação em 1973. Hoje, essas coleções estão distribuídas por todo o Território Nacional em diversas unidades de pesquisa da Empresa e preservam microrganismos de funcionalidades diversas, incluindo espécies relacionadas ao controle biológico de pragas, fertilidade do solo, de interesse industrial e causadores de doenças em animais e vegetais, entre outras.

A última estação vai mostrar aos visitantes o sistema de informação Alelo, que indica a localização do armazenamento de cada amostra de vegetal, animal ou microrganismo contida no banco e apresenta seus dados principais de caracterização, como indicação do local e data de coleta, quantidade armazenada etc. O sistema foi desenvolvido pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia em parceria com a Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP) e é essencial para conhecer e gerenciar todo o material genético armazenado.

Também será apresentada a implementação de Sistemas da Qualidade nos Recursos Genéticos Animais, Vegetais e Microbianos, que está sendo realizada por meio do estabelecimento de Requisitos Corporativos de Qualidade (RCQs), selecionados a partir de Normas Internacionais. Os RCQs englobam os temas Documentos, Registros, Pessoal, Instalações, Condições Ambientais, Amostras, Animais e Insumos e a sua implementação possibilitará a operação de coleções de germoplasma segundo um padrão único de qualidade.

O objetivo da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia ao promover o Dia de Campo é popularizar a ciência e torná-la mais próxima do dia a dia da sociedade brasileira. O evento será uma experiência inesquecível para os estudantes e uma oportunidade muito importante para a Embrapa divulgar as suas pesquisas para o público acadêmico e para a sociedade de forma geral. Agende a sua visita pelo e-mail: cenargen.nco@embrapa.br. Vagas limitadas!
O Campo Experimental Fazenda Sucupira fica no Km 05 da DF 001, Riacho Fundo II

Serviço

Dia: 18/08/2016
Horário: 9h às 13h
Local: Campo Experimental Fazenda Sucupira da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.
Km 05 da DF 001, Riacho Fundo II
Brasília, DF – Brasil
Telefones: 3500-4442 / 3399-5142 / 99976-7272.

Irene Santana (MTb 11.354/DF)
Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia
irene.santana@embrapa.br
Telefone: (61) 3448-4769

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close