Meio Ambiente

Aurora Alimentos recebe visita da Organização das Cooperativas Brasileiras

Projeto “Conhecer para cooperar” reuniu 23 formuladores de políticas públicas e executivos dos agentes de crédito que financiam a produção rural

A Cooperativa Central Aurora Alimentos recebeu a visita de uma comitiva com 23 formuladores de políticas públicas e executivos dos agentes de crédito que financiam a produção rural no País. Tratou-se do projeto “Conhecer para Cooperar”, desenvolvido pelo Sistema OCB que tem como objetivo possibilitar o conhecimento da realidade do negócio cooperativo, bem como todo o desdobramento de ações e o alcance social da rotina cooperativista. O encontro ocorreu na última semana.

O presidente da Aurora, Mário Lanznaster, e o vice-presidente, Neivor Canton, receberam o grupo e apresentaram o histórico da Cooperativa. Na sequência apresentaram a estrutura e as instalações do Frigorífico Aurora Chapecó (FACH I). “A Aurora é formada por 13 cooperativas filiadas com mais de 100 mil famílias associadas e possui mais de 25 mil colaboradores”, declarou o presidente. Lanznaster esclareceu que a Aurora tem capacidade de abate de 18 mil suínos/dia. Em 2015 o abate foi de 4,5 milhões. O número de abate de aves chega a 1 milhão/dia e no ano passado totalizou 233,2 milhões de aves. “Somos o terceiro maior conglomerado industrial do País no processamento de carnes. Trabalhamos para levar o melhor para a mesa do consumidor”, ressaltou.

Participaram da comitiva representantes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bancoob, Sicredi, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Ministério da Fazenda, Banco Central do Brasil, BRDE e das cooperativas Cooxupé, Cocamar e Coplana.

“Nós conseguimos integrar os formuladores de políticas públicas, desde os que elaboram, regulam e supervisionam para que, a partir da visita prática ao campo, pudessem realmente conhecer o negócio e as diversidades dos empreendimentos cooperativos, sobretudo a coordenação horizontal da cadeia produtiva com foco sempre na melhoria da renda de seu cooperado. Para nós do Sistema OCB é uma oportunidade ímpar porque são pessoas da mais alta expertise e que trabalham exatamente com o propósito de aperfeiçoar as políticas agrícolas, destinadas ao produtor rural brasileiro”, considerou o coordenador do Ramo Agropecuária do Sistema OCB, Paulo César Dias do Nascimento Júnior.

O coordenador de crédito rural do Ministério da Agricultura, João Cláudio, disse que a visita técnica possibilitou a observação, com bastante evidência, da capacidade de empoderamento do produtor rural quando se organiza em cooperativas, o que resulta em diversas vantagens, desde o processo produtivo à comercialização. “São coisas que ele demoraria obter se estivesse trabalhando isoladamente. Essa primeira observação é bastante positiva a respeito do funcionamento das cooperativas agropecuárias”, exemplificou.

Segundo Cláudio, o projeto “Conhecer para Cooperar” cumpriu com seu objetivo. “Para nós que trabalhamos com a formulação de política agrícola, crédito rural e apoio à comercialização, é de suma importância sairmos um pouco do ambiente administrativo, dos nossos gabinetes, e virmos conhecer como funciona o modelo operacional e de governança, como se dá o relacionamento das cooperativas com o produtor rural. Desta forma, podemos constatar que o cooperativismo só traz vantagens ao nosso cliente final, ou seja, o produtor rural”, avaliou.

De acordo com o representante do Banco Central do Brasil, Sérgio Lourenço Cescato, o que mais encantou na Aurora foi a capacidade extraordinária de viabilizar a agregação de valor à produção, tão importante como alternativa de geração de renda às suas afiliadas, especialmente aos produtores cooperados. “É uma grata satisfação poder presenciar essa atuação e levar isso pra nossa casa. O papel do Banco Central é formular as normas, direcionar recursos em condições favoráveis para o setor rural. E nós aprendemos muito o que precisa ser feito para que o nosso trabalho seja melhor direcionado”.

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close