Como chegar na Pedra da Tartaruga

Para aventureiros

Você gosta de se aventurar em meio à natureza, a cidade do Rio de Janeiro tem vários opções para você. O Parque Nacional da Floresta da Tijuca tem vários locais interessantes, mas não são os únicos. Um pouco mais afastado do centro da cidade, no bairro do Grumari, fica a Pedra da Tartaruga.

Pedra da Tartaruga

Bem no litoral de Grumari, do lado das praias selvagens Perigoso e das Conchas, já entrando pelo mar você pode encontrá-la. A Pedra da Tartaruga fica no Parque Estadual da Pedra Branca, onde você também encontra a Pedra do Telégrafo.

O motivo do nome é bem óbvio, era parece uma tartaruga mesmo. Sua cabeça aponta para o leste e você chega nela pelo lateral do “casco”.pedra da tartaruga

 

Como chegar à Pedra da Tartaruga

A trilha que leva até a Pedra da Tartaruga é a mesma que leva até as praias selvagens de Grumari. Ela começa na Praia de Guaratiba, no centro de Barra de Guaratiba, bairro vizinho ao Grumari.

Você pode chegar à Barra de Guaratiba de ônibus usando a linha 867- Campo Grande x Barra de Guaratiba. Se você quiser ir de carro, é só seguir até o final da Estrada Roberto Burle Marx. Se você vier do lado de Santa Cruz, ela fica no início da Av. das Américas. Se você do Recreio dos Bandeirantes, é só pegar a Av. Estado da Guanabara e virar a direita no final.

A trilha segue pela encosta e você consegue ver a Pedra da Tartaruga mesmo antes de chegar nela.

 

Curtindo na Pedra da Tartaruga

Ela não é muito alta, tem apenas 98 metros de altura, mas é bem grande e garante bastante diversão.

O melhor que você pode fazer quando chegar lá é parar, colocar sua mochila no chão e admirar a paisagem. Sério mesmo. A vista é incrivelmente linda. Você vê as praias selvagens ali do lado, as praias do Recreio e da Barra da Tijuca e, se o tempo estiver bom, dá pra ver a Pedra da Gávea e o Maciço da Tijuca.

Esqueça que você está em uma das maiores cidades do país e curta tudo o que a natureza tem ali. Tire muitas fotos para provar para os amigos que não foram que o lugar existe mesmo.

A pedra conta com algumas vias de escalada com nível de dificuldade fácil/ moderado. Não é necessário equipamento específico para isso. Parte da subida é feita em caminhada.

Muitas pessoas vão até a Pedra da Tartaruga para a prática do rapel. Ali a técnica usada é a do rapel em negativo, o que significa que não há contato dos pés com a parede. Ele é feito na “cabeça” da tartaruga, que tem 45 metros de altura em relação ao mar.

Lembre-se que para o rapel é necessário equipamento apropriado e treinamento, então se você nunca fez, procure ir com um grupo experiente. Há agências que proporcionam estes passeios.

Depois de subir até o topo, aproveitar a vista e descer de rapel, descanse na Praia do Perigoso antes de voltar pra casa.

Contribua para a preservação do lugar, não polua e não destrua.

Sobre o autor | Website

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.