Notícias locais

COMLURB recolhe lixo parcialmente em Guaratiba, na Zona Oeste

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (COMLURB), órgão ligado a prefeitura do Rio de Janeiro, recolheu parcialmente no último sábado (17) o lixo na região de Guaratiba. Moradores afirmaram que somente em algumas ruas a coleta do lixo foi realizada de forma satisfatória.

Segundo os moradores do Jardim Maravilha, a COMLURB não realizou o processo de limpeza nas ruas do loteamento até a manhã deste domingo (18). Em diversos pontos do bairro é possível ver ruas e calçadas cheias de lixos. Já nos pontos de coletas distribuídos ao longo das ruas a COMLURB sequer passou para fazer o seu trabalho de recolha e remoção de lixo e entulhos.

“A Companhia Municipal de Limpeza Urbana é uma empresa de economia mista da cidade do Rio de Janeiro da prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, vinculada à Secretaria de Conservação e Serviços Públicos”. Wikipédia

Na madrugada da última quinta-feira (15) o loteamento Jardim Maravilha sofreu um grande alagamento que deixou centenas de pessoas desalojadas, dezenas de famílias tiveram que recorrer aos órgãos públicos e as igrejas para conseguir alimentos, roupas, remédios etc.

Os alagamentos no loteamento Jardim Maravilha são antigos e conhecidos desde a década de 80 por praticamente todos os órgãos públicos, incluindo Defesa Cívil, Bombeiros, Prefeitura e Governo do Estado. O problema maior é que os órgãos que deveriam fazer suas partes não estão fazendo da forma que deveriam ser. A limpeza do Rio Piraquê-Cabuçu as margens do loteamento Jardim Maravilha não é realizada há mais de20 anos. Lá se vão 20 anos e nada de dragagem no Rio Piraquê-Cabuçu, localizado em Guaratiba.

E de quem é a responsabilidade?

Durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ 2013) a prefeitura tinha divulgado que a dragagem dos rios de Guaratiba seria um legado para o bairro. Mas o que se viu não foi nada disso! A limpeza limitou-se apenas aos rios próximos ao Campo da Fé, onde seria realizada na ocasião a missa campal presidida pelo Papa Francisco. A dragagem dos rios de Guaratiba era um dos legados para o bairro. O projeto de limpeza custou mais de R$ 6 milhões para a prefeitura.

Óh, e agora quem poderá me defender?

“O destino final do lixo é um dos agravantes da degradação do meio ambiente, muito se fala em coleta seletiva e reciclagem de resíduos sólidos como alternativas para redução do volume de lixo a ser disposto em aterros ou lixões. A reciclagem permite a diminuição da quantidade de lixo produzido e o reaproveitamento de diversos materiais, ajudando a preservar alguns elementos da natureza no processo de reaproveitamento de materiais já transformados”.

Nota: COMLURB

Prezado Vagner, estamos em modo força-tarefa para solucionar os problemas ocasionados pelas chuvas na cidade. Pedimos a colaboração e compreensão de toda a população. Salientamos que a coleta está normalizada, mas há locais que, por causa de queda de árvores e alagamentos, o caminhão não entra, e por isso, pode estar com lixo ainda. Em todo caso, precisamos saber em qual logradouro ou quais os moradores estão reclamando para encaminharmos para a nossa gerência.

Abaixo segue o nosso release.
Comlurb remove 47% das árvores e recolhe 1.600 toneladas de resíduos após temporal
Comlurb  mobiliza 2.500 garis para acelerar a remoção de árvores e a limpeza das vias após o temporal
Desde a madrugada de quinta-feira (15/02), em ações em todo município e intensificadas nos bairros mais atingidos pelo temporal e ventos fortes, a Comlurb atua com 2.500 garis, 141 veículos e equipamentos, como caminhões compactadores, basculantes, pipas, pás mecânicas e motosserras. Foram cerca de 1.300 ocorrências de queda de árvores e de grandes galhos, o maior número de incidências desde que a companhia assumiu a poda das árvores em áreas públicas em 2008. Até  hoje, sábado, 17 de fevereiro, foram removidas 47% das árvores nas principais vias, desobstruindo as ruas e liberando o tráfego, limpeza e raspagem de 2.250 km de sarjetas, corte e remoção de 610 árvores e remoção de 1600 toneladas de lixo, lama e bens inservíveis. Estão sendo utilizados nove equipamentos de poda mecanizada, funcionando em dois turnos, para atender as demandas de queda de árvores, com 300 profissionais na atuação exclusiva de corte das árvores, além de utilizar 88 motosserras. Os serviços continuam para que todas as vias estejam desobstruídas no menor prazo possível, e em uma semana, com a remoção de resíduos, lama e bens inservíveis, raspagem e lavagem das ruas, a cidade volte à normalidade. Os garis já atuaram na limpeza e raspagem de 1.500 Km de sarjetas.
Hoje iniciamos o trabalho com as equipes da Light se apresentando em cada uma das cinco gerências da Comlurb responsáveis pela poda. Equipes das duas empresas sairão juntas e toda vez que houver conflito com a rede elétrica, a Light corta a energia para que os garis possam fazer o serviço de corte e remoção de galhos  e árvores. Em seguida os técnicos restabelecem a energia. Os bairros mais atingidos foram Tijuca, Ilha do Governador,  Santa Cruz, Jacarepaguá, Jardim Sulacap, Campinho, Vila Cosmos, Centro, Irajá, Quintino,  Barra da Tijuca, Recreio, Pedra de Guaratiba, Penha, Valqueire, Rio das Pedras e Campo Grande, entre outros bairros. Foram desobstruídos os principais corredores viários da cidade afetados pelas chuvas: Avenida Brasil, Linha Vermelha, Estrada do Catonho, Estrada dos Bandeirantes, Estrada do Pau Ferro, Estrada do Galeão, entre outras vias. A Comlurb mobilizou 100% da mão de obra de limpeza para no próximo domingo, dia 18,  continuar a atender as áreas afetadas pelas chuvas. Também está prestando atendimento emergencial às escolas e hospitais públicos.
A Companhia desenvolveu um plano especial para atuar em situações de emergência quando ocorrem chuvas fortes, acidentes e demais intempéries na cidade.  O Protocolo de Resposta e Pronto Emprego prevê o uso de recursos das diferentes diretorias e superintendências da Comlurb, e assim é possível mobilizar o efetivo, materiais, veículos e equipamentos necessários ao atendimento, ágil, adequado e eficiente até o restabelecimento das condições de normalidade.
Baseados em informações fornecidas pelo Centro de Operações Rio, COR, as equipes da Comlurb atuam com precisão na remoção de árvores e galhos e na limpeza das bocas das caixas de ralo em pontos específicos, a fim de eliminar bolsões d’água nas principais vias da cidade.
A Comlurb aproveita para destacar a importância da colaboração da população no descarte correto de seu lixo domiciliar. Solicitamos, se possível, que, em caso de chuvas fortes, aguardem a passagem dos caminhões de coleta e entreguem seu lixo diretamente aos garis, principalmente se for lixo ensacado.
Comlurb – Prefeitura do Rio
Tags
Ler matéria completa

Guiga Liberato

Meu nome é Guiga Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: [email protected]

Artigos relacionados

1 thought on “COMLURB recolhe lixo parcialmente em Guaratiba, na Zona Oeste”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close