Destaques

Helsinque revela plano para atingir neutralidade de carbono até 2035

Avaliar postagem!

A capital da Finlândia revelou um novo plano para atingir a neutralidade de carbono até 2035, acelerando a meta em 15 anos. O plano, chamado Carbon Neutral Helsinki 2035, descreve 143 ações específicas que resultarão em redução do consumo de energia e uma maior participação de fontes de energia renováveis. Em um comunicado à imprensa, autoridades municipais disseram: “A definição de neutralidade de carbono de Helsinque é reduzir em 80% as emissões de gases de efeito estufa geradas nas fronteiras da cidade e compensar o resto.”

A cidade nórdica tem atualmente uma população de 640.000 habitantes, de acordo com o comunicado de imprensa. Embora esperem que esse número cresça para 780.000, as autoridades estão convencidas de que podem atingir sua meta neutra de carbono tomando ações específicas para melhorar a eficiência energética, aumentar a captação de energia renovável, capturar e reutilizar a energia residual e melhorar o transporte público.

A maioria das emissões atuais de gases de efeito estufa de Helsinque advém do aquecimento. O plano de ação, co-escrito com contribuições de várias organizações cívicas, partes interessadas e pesquisadores, propõe reduzir o consumo de energia dos edifícios em um quinto, atualizando a infraestrutura, reforçando os padrões mais rigorosos e incorporando a tecnologia de recuperação de calor e aquecimento geotérmico.

A energia solar, apesar da latitude norte da cidade (ligeiramente mais ao norte do que a de São Petersburgo, na Rússia), deve produzir energia suficiente para cobrir um sexto do consumo total de eletricidade da cidade.

Ao introduzir um transporte mais sustentável, incluindo veículos elétricos, a cidade poderia reduzir as emissões de gases de efeito estufa em até 69% – de acordo com o plano.

Esa Nikunen, diretora geral da Helsinki Environment Services, afirma: “Helsinque pode atingir sua meta em transporte, que é muito mais rigorosa do que a meta nacional, devido à crescente densidade em nossa estrutura urbana. Helsinque tem excelentes oportunidades para promover o transporte público, a caminhada e o ciclismo”.

Embora essas metas de longo prazo levem tempo para serem implementadas, a cidade já reduziu suas emissões de CO2 em 25% em relação aos níveis de 1990, ou em 1.000 quilotons por ano (kt/a). Em 2035, sua meta é gerar apenas 700 kt/a, que eles compensarão. Com tais planos proativos e progressivos, não é de admirar que a Finlândia tenha sido recentemente classificada como o país mais feliz da Terra.

Tags
Ler matéria completa

Guiga Liberato

Meu nome é Guiga Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: [email protected]

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close