Economia

Bem-estar animal é prioridade na pecuária leiteira

Bem-estar animal, maior resistência a doenças, proteção de condições climáticas adversas e aumento da produtividade são alguns dos benefícios do Compost Barn citados pela doutora em Zootecnia Ana Luiza Schogor durante palestra no Interleite Sul 2018, nesta semana, em Chapecó. “É um sistema promissor e que está em expansão”, relatou.

O evento foi organizado pela AgriPoint e reuniu 800 participantes que acompanharam debates sobre temas atuais e relevantes para a produção leiteira na região Sul do País. O Compost Barn consiste é um sistema de criação intensiva de bovinos leiteiros que visa melhorar o conforto animal e trazer benefícios ao sistema de produção.
“O produtor deve entender todos os pontos estratégicos de manejo do sistema, a interação entre o manejo de cama, a lotação animal, a interação com as condições climáticas, com equipamentos de ventilação, reposição de material, dentre outros, antes mesmo de pensar em adotar este sistema de produção”, orientou Ana Luiza.
Na sequência, Eduardo Pinheiro da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo falou sobre “Manejo da cama em compost barn: como não errar?”.

“A transformação do leite no Sul do País” foi o tema principal do painel que teve como palestrante Christiano Nascif, da Labor Rural, abordando o tema “Terceirização da atividade como forma de otimizar a propriedade familiar e ganhar eficiência”.

Nascif explicou que o principal foco da terceirização é otimizar o uso de fatores que são gargalos da produção de leite, entre eles a mão de obra e a terra. “Quando o produtor opta por uma terceirização busca aumentar a eficiência e ela só compensa se ele conseguir ganhar em produtividade de leite por hectare e por mão de obra”, esclareceu.

O tema “Obtendo o melhor resultado possível a partir da intensificação das pastagens no Sul do País” foi explanado por Renato Serena Fontaneli da Embrapa Trigo de Passo Fundo/RS. A “Gestão de pessoas visando o sucesso da atividade” foi abordado por Márcio Hamm, gerente operacional da Melkstad, de Carambeí/PR.

REALIZAÇÃO

O evento foi uma iniciativa da AgriPoint e teve como patrocinadores diamante a Lac Lélo, Piracanjuba e Syngenta. O patrocínio platina é da Ceva, Hipra – Referência em Prevenção na Saúde Animal, Lely, Orde Milk, Pioneer, Sementes Adriana e Vetoquinol. O apoio é da Mais Leite, Prefeitura de Chapecó, Grupo Apoiar, Viva Lácteos, Transpondo, Sindicato Rural de Chapecó, Udesc, Mundo do Leite, Intecsol, Balde Branco, Agro e Negócios, Chapecó e Região Convention Visitors Bureau e Emater/RS.

Tags
Ler matéria completa

Guiga Liberato

Meu nome é Guiga Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: [email protected]

1 thought on “Bem-estar animal é prioridade na pecuária leiteira”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close