Alemanha estuda proposta para proibição de veículos a diesel mais velhos

0

Uma decisão tomada pelo Tribunal Administrativo da Alemanha decidiu por autorizar que os municípios tomem iniciativas imediatas para proibir o uso de carros a diesel mais antigos de circular na cidade. O objetivo da medida é contribuir com a redução das emissões de gás carbônico visando à qualidade do ar mais limpo para as próximas décadas.

Esta decisão surge apenas um dia depois de a Comissão Europeia ter apresentado uma queixa ao Tribunal Europeu de Justiça, o mais alto tribunal da União Europeia (UE), que citou a Alemanha por não continuar a cumprir as normas da UE sobre dióxido de azoto (NO₂).

A decisão recente e como as cidades respondem terão consequências significativas para as montadoras européias, como a Volkswagen, que investiu pesadamente em veículos a diesel. Sabe-se que o diesel gera menos emissões de gases de efeito estufa que contribuem para as mudanças climáticas, emitindo grandes quantidades de outros poluentes que podem causar doenças respiratórias. Na Alemanha, uma proibição mais dramática do diesel pode prejudicar o governo da chanceler Angela Merkel, que tem sido criticada por sua proximidade com a indústria. “Esta decisão é um desastre para o governo, que unilateralmente representa a ganância por lucro das montadoras, deixando apenas 10 milhões de proprietários de carros movidos a diesel”, disse Juergen Resch, diretor do lobby ambiental alemão da DUH.

Estrada da Alemanha
Estrada da Alemanha / imagem: Internet

Uma vez imposta, as proibições do diesel poderiam remover milhões de veículos da estrada quase imediatamente. Apenas 2,7 milhões dos 15 milhões de veículos a diesel ativos na Alemanha atendem aos padrões de emissões da UE. O tribunal recomendou a implementação gradual de proibições, começando com a remoção dos veículos mais poluentes. A decisão do tribunal é a mais recente mudança de política após o escândalo de fraude de emissões de diesel da Volkswagen de 2015.

Deixe uma resposta