Comlurb incorpora veículos 100% elétricos na coleta na rede hospitalar

0

A Comlurb apresentará nesta terça-feira, 05/06, às 10h, no Palácio da Cidade, os três veículos 100% elétricos que farão parte de sua frota usada nos serviços de coleta de resíduos da rede hospitalar municipal. Os novos veículos, ambientalmente sustentáveis, têm 0% de emissão de gases efeito estufa e contaminantes derivados de gasolina, produzem baixíssimo ruído, podendo operar em áreas residenciais durante a noite, além de vida útil cinco vezes superior a dos veículos convencionais.

Com a iniciativa, a Companhia irá reduzir a despesa com combustível a menos de 1/5 da atual e proporcionará mais benefícios à saúde profissional dos condutores. São três modelos do tipo Fiorino Furgão com capacidade de carga de 750 quilos e de volume equivalente a 3.330
litros. O tempo de carregamento das baterias é de 120 minutos, que proporciona uma autonomia de 250 km de viagem. A velocidade média dos veículos em meio urbano é de 50 km por hora.

A Comlurb atua com uma equipe de 529 garis, em sistema de plantão de 24 horas, na limpeza e coleta dos resíduos nos cinco maiores hospitais públicos municipais: Souza Aguiar, Miguel Couto, Lourenço Jorge, Salgado Filho e Hospital-Maternidade Leila Diniz. O trabalho da Companhia é citado como padrão no Manual de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde 2010, da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os garis fazem a limpeza e desinfecção de todos os mobiliários e paredes, tratamento de piso nas diversas unidades (UTIs, salas de cirurgia, laboratórios, emergências etc.), gerenciam os resíduos sólidos produzidos, além de realizar o controle de pragas (barata, ratos, aranha, formigas) nos hospitais. A Comlurb também fiscaliza o cumprimento das normas de segurança e a preocupação na prevenção da saúde dos trabalhadores. Na área de coleta, 22 garis atuam no tratamento e disposição final dos resíduos biológicos e ainda orientam quanto à correta forma de separação desses materiais. Em média, são coletadas por mês nas unidades hospitalares 58,6 toneladas de resíduos.

Deixe uma resposta