Primeiro e único treino aberto da seleção brasileira em Sochi: Neymar anima a torcida local e quase sofre um acidente

0

Nesta terça-feira, Sochi foi marcada pelo treino aberto da seleção brasileira em Sochi. Primeiro e único antes da Copa Mundial das Confederações, o treinamento acabou por gerar diversos momentos curiosos, divertidos e, até mesmo, preocupantes.

Na arquibancada, 4 mil pessoas presenciaram o encontro da seleção brasileira. Entre torcedores brasileiros, crianças e população locais, era possível sentir a energia que o time trouxe para a torcida – principalmente através de do zagueiro Geromel e do atacante Neymar, o favorito da população local e atual ídolo dos brasileiros. Além do treino, esse foi o primeiro contato da população russa com o time brasileiro. Como não há muitas esperanças para o time russo no Mundial, há a expectativa que o Brasil possa virar o segundo time da população russa.

Mesmo sendo chamado de treino, houve pouca movimentação dos titulares. Além de jogarem o tradicional “bobinho”, os jogadores passaram boa parte do seu tempo interagindo com a torcida e sentindo toda a empolgação e felicidade emanada pela arquibancada.

A felicidade dos jogadores, contudo, é justificada após a vitória no último domingo. Em Viena, a seleção encontrou o time austríaco para um último amistoso antes da sua estreia no Mundial. Numa vitória esmagadora, o time brasileiro fez 3 gols no seu adversário, não tendo sofrido nenhum.

Além da alegria pela vitória, os jogadores comemoraram os aniversários de Fagner e Philippe Coutinho. Entretanto, ao contrário dos titulares, os reservas tiveram que mostrar trabalho. Foi um treino duro e com muito foco por parte deles.

Nem tudo são flores: confusão no final do treino

Já no final, um acidente quase atrapalhou a felicidade de todos. Afastado após a pancada recebida de Casemiro no último domingo, Fred quase ganhou Neymar como seu companheiro no banco de reservas.

Quando os jogadores aproveitaram o final do treino para darem autógrafos e interagir mais próximos da torcida, a conglomeração de crianças, fãs russos e torcedores brasileiros fez com que uma das grades de proteção caísse em direção ao ídolo da torcida brasileira. Neymar, contudo, foi mais rápido e conseguiu fugir do acidente com um pulo.

Mas a confusão já estava produzida. No meio da confusão, os policiais locais reagiram e afastaram a multidão. Neymar procurou disfarçar o descontentamento e acabou sumindo para o vestiário.

Essa, entretanto, não foi a única situação inusitada do dia. Durante o treino, ao menos 6 crianças invadiram o campo em busca de um abraço e autógrafos dos seus novos ídolos.

Ronaldinho está confiante

Se a confusão no treino preocupou os torcedores, em Moscou, Ronaldinho foi só elogios à seleção. Num evento midiático do Mundial, ele não poupou elogios ao técnico da seleção, Tite. Segundo o ex-atacante, ele que teria conseguido uma equipe com o equilíbrio necessário para vencer os obstáculos à frente. Ronaldinho também enfatizou sua crença nas habilidades de Neymar, afirmando que o ídolo brasileiro pode vir a repetir a proeza da Olimpíadas do Rio, em 2016, quando levou a seleção à medalha de ouro – inédita até então.

Neymar: mais que um ídolo, um profissional qualificado

A fala de Ronaldinho só vem a complementar os últimos feitos de Neymar. No último domingo, o atual craque da seleção atingiu o título de terceiro maior artilheiro vestindo a amarelinha. Empatado com Romário com 55 gols, Neymar está atrás de apenas dois ídolos da seleção. Na segunda colocação, está Ronaldinho, com 67 gols e, em primeiro lugar, está o maior craque da seleção, Pelé, com 77 gols.

Para o ranking, são contados apenas jogos oficiais. Ao contarmos amistosos, contra clubes e combinados, o total do Neymar sobe para 67 gols.

São necessários 12 gols na copa para o atual ídolo da seleção brasileira dividir o segundo lugar com Ronaldinho. Seria o Mundial o momento de Neymar brilhar e atingir mais essa conquista?

Deixe uma resposta