Meio Ambiente

WWF-Brasil lança jogo ambientado no bioma

O jogo desafia você a preservar o segundo maior bioma brasileiro. Veja como fazer sua parte.

E se você fosse presenteado com uma área de vegetação original intacta para usar da forma como quiser, o que você faria? Para chamar atenção para o segundo maior bioma brasileiro e também um dos mais ameaçados pela ação do homem, o WWF-Brasil desenvolveu um aplicativo para smartphones e tablets que, de forma divertida, dá dicas sobre a melhor maneira de produção para que o Cerrado se mantenha forte. Além de mostrar como as práticas não sustentáveis podem afetar uma das regiões mais belas e ricas em biodiversidade do país e impactar a sua vida.

Disponível gratuitamente para IOS e Android, o app oferece ao jogador 500 hectares de terra e o desafia a cultivar sem prejudicar o meio ambiente. Sua única companhia é o conselheiro, um lobo-guará, espécie símbolo do Cerrado, que sugere alternativas mais adequadas às características da região e incentiva a adquirir hábitos mais conscientes. As decisões no jogo (assim como na vida real) afetam não só o sucesso da área, mas o futuro do Cerrado e de milhões de vidas ligadas a ele.
Acesse o hotsite para saber mais sobre o jogo: futuroemsuasmaos.wwf.org.br

“Praticar a sustentabilidade é pensar no futuro. Por isso criamos o jogo Futuro em suas mãos, que apresenta algumas previsões sobre o Cerrado, caso a população não cuide dele”, afirma Júlio César Sampaio, coordenador do Programa Cerrado Pantanal.

Sampaio, ressalta que o Cerrado pode e deve ser usado, mas é preciso fazer isso de maneira equilibrada e sustentável, fomentando as cadeias produtivas. Segundo ele, “é aí que entra o trabalho do WWF-Brasil. Para proteger o meio ambiente e harmonizar a atividade humana com a conservação do bioma, nós promovemos e incentivamos boas práticas agrícolas e iniciativas de conservação. Também estimulamos o uso racional dos recursos naturais, de forma que as atividades desenvolvidas beneficiem não só as comunidades com a geração de renda para indígenas, quilombolas e pequenos agricultores familiares, mas também a preservação do bioma. É uma forma de consumo saudável e socioambientalmente correto”.

Como funciona o App

O aplicativo funciona como um jogo, em que o usuário adquire uma área de 500 hectares e nela tem que desempenhar atividades que variam entre manejo das plantas e frutos nativos, além de atividades agrícolas e pecuária. São várias as missões propostas pelo game, mas a maior delas é desenvolver de forma a impactar menos a natureza.

Ele é gratuito e é bastante interativo e informativo. De maneira simples todos poderão aprender mais sobre a legislação ambiental, as árvores nativas, as características específicas dessa região e a melhor forma de viver em harmonia com a natureza. Apresenta também uma coleção de questões que vai medir seu conhecimento sobre o Cerrado e sua consciência ambiental e traz uma radiografia da influência de nossas ações sobre o futuro do planeta. O desafio é alcançar o equilíbrio: garantir rentabilidade, sem prejudicar o meio ambiente.

Sobre o Cerrado

O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, atrás apenas da Amazônia. Ele ocupa ¼ do território nacional, se estendendo por 11 estados – Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Bahia,

Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí, São Paulo, Paraná, Rondônia e o Distrito Federal. Também pode ser encontrado em partes de Roraima, Amapá, Amazonas e Pará, além da Bolívia e do Paraguai.

Sua área total ultrapassa 2 milhões de km², maior que a soma da Espanha, França, Alemanha, Itália e Reino Unido. E não é só no tamanho que ele impressiona. O Cerrado é uma das savanas mais ricas em biodiversidade do mundo. 5% de todas as espécies animais e vegetais do planeta e 30% da biodiversidade do país são encontradas nesta região.

As águas que nascem neste bioma alimentam seis das oito grandes bacias hidrográficas brasileiras: Amazônica, do Tocantins, do Atlântico Norte/Nordeste, do São Francisco, do Atlântico Leste e do Paraná/Paraguai, incluindo as águas que escoam para o Pantanal. É por isso que ele é chamado de Berço das Águas.

Para se ter uma ideia, boa parte da energia do Brasil advém de águas do Cerrado: 9 em cada 10 brasileiros consomem eletricidade produzida aí, pois 70% das águas da usina de Tucuruí (PA), metade da água que alimenta Itaipu (PR), e quase 100% da água de Sobradinho (BA) são do Cerrado. Ou seja, sem o Cerrado, o país pode ficar sem água e energia, afetando milhões de brasileiros.

Mesmo assim, o Cerrado tem sido devastado sistematicamente. Desde os anos 80, o Cerrado é vítima do avanço da fronteira agrícola, o que fez com que 45,4% da sua condição original fosse alterada, segundo dados do Terraclass. Nesse ritmo, ele perderá 15 milhões de hectares em 15 anos.

Para tentar reverter essa situação e ter o Cerrado conservado para todos, o WWF-Brasil desenvolve desde 2010, por meio do Programa Cerrado Pantanal, o Projeto Sertões, com foco de atuação no Mosaico de Áreas Protegidas Sertão Veredas Peruaçu. O objetivo das atividades do projeto são extrativismo vegetal sustentável, monitoramento de espécies, planejamento territorial, gestão integrada das unidades de conservação e áreas legalmente protegidas.

Entre aqui para conhecer um pouco do Cerrado. Saiba por que ele é importante para o Brasil, as ameaças que pairam sobre a região e as alternativas para protegê-lo.

Para mais informações:

Letícia Campos – leticiacampos@wwf.org.br ou 61 99949-6926

Sobre o autor | Website

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.