ManchetesVagner Liberato

FACE 2017 oportuniza troca de ideias e experiências

Festival do Conhecimento e Cultura Jovem acontece até sábado (2) em Chapecó  

 

A escolha profissional é um dos maiores desafios para os jovens que estão encerrando o ensino médio e precisam escolher a área de graduação que pretendem seguir. O Festival do Conhecimento e Cultura Jovem (FACE) que acontece até o sábado (2) no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó, traz uma amostra que oportuniza orientação, troca de ideias e experiências.

            Entres as iniciativas estão palestras com temas específicos e direcionados ao público do festival, especialmente jovens na faixa etária de 14 a 24 anos, professores e outros profissionais.

A decisão pela área de atuação profissional foi o tema orientado pela psicóloga e professora da Unoesc, Michele Gaboardi Lucas. “Alguns critérios são importantes e devem ser levados em consideração. Avaliar se o adolescente se sente influenciado pelos amigos ou família em escolher determinado curso e outras informações como período das aulas são importantes”.

Formas de acesso, conversar com os pais sobre conciliar trabalho e estudo, conhecer sobre os campos e oportunidades de trabalho para evitar uma possível frustração, são outras sugestões da psicóloga.

A professora Monique Gielda da escola Tancredo Neves de Chapecó segue a mesma linha da psicóloga. “Eu queria fazer psicologia, mas não tinha condições financeiras, então fui para a área da história e hoje amo o que faço. Acredito que o mais importante é buscar informações diante das dúvidas, por exemplo, uns não gostam de português mas querem fazer Direito, outros não gostam de cálculos e querem as engenharias”. Professora do ensino fundamental e médio Monique também aconselha a procurar o que gostam e não ter medo diante de dificuldades.

Juliana Souza Pereira da área de Marketing da Universidade Positiva que tem polo em Chapecó, sente os estudantes indecisos. “Muitos fazem as provas de vestibular cedo demais e por isso a dúvida é maior, acredito que ler e conhecer a área e o que se gosta é a melhor coisa”. Considera que a FACE é uma boa iniciativa por reunir instituições e proporcionar atividades que geram interesse dos jovens.

No mesmo ponto de vista, as estudantes Julia Coelho Rodrigues e Amanda Brustolin do Colégio Exponencial buscam na sétima edição da FACE conhecer um pouco melhor sobre diferentes áreas e tiras dúvidas. Estudantes do ensino médio, Julia e Amanda já definiram a escolha profissional, Ciências da Computação e Medicina Veterinária, respectivamente. Para Julia a influência foi resultou de curso realizado no Instituto Federal (IF) que, segundo ela, foi onde teve o primeiro contato sobre a visão tecnológica. Enquanto Amanda tem a influência do avô e diz ser defensora dos animais.

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close