Meio AmbienteÚltimas notíciasVagner Liberato

Parlamentares pedem a Temer edição do RenovaBio antes da COP23

De acordo com o presidente da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel, deputado federal Evandro Gussi (PV/SP), o pleito é que a MP saia antes da COP23, para que o Brasil apresente, na Alemanha, uma proposta concreta já em vigor.

Representantes de setor de biocombustíveis estiveram nesta quarta-feira (14/09) com o presidente Michel Temer para pedir celeridade na edição da Medida Provisória do RenovaBio. Durante a reunião no Palácio do Planalto, em Brasília, o Senador Cidinho Santos (PR/MT) e o deputado federal Evandro Gussi (PV/SP), destacaram a necessidade de o Brasil levar para a COP23, em novembro, um programa concreto de descarbonização.

Segundo o senador Cidinho Santos, a reunião foi positiva e o Planalto deve anunciar a assinatura do RenovaBio e a antecipação da mistura obrigatória de biodiesel ao diesel – hoje em 8% (B8) – nas próximas semanas.

“O RenovaBio e a antecipação do aumento da mistura para B10 em março do ano que são construções que nós já estamos trabalhando há algum tempo. Acredito que chegamos a um momento em que toda a parte técnica já está alinhada. Na questão do RenovaBio as dúvidas já foram equacionadas e, no B10 também não tem nenhuma objeção, porque os testes estão sendo feitos. O presidente vai organizar agora com a Casa Civil uma agenda para que a gente possa fazer uma solenidade aqui no Palácio do Planalto de anúncio da assinatura da Medida Provisória e também da antecipação do B10”, comentou o senador ao sair da reunião.

De acordo com o presidente da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel, deputado federal Evandro Gussi (PV/SP), o pleito é que a MP saia antes da COP23, para que o Brasil apresente, na Alemanha, uma proposta concreta já em vigor.

“Este é um programa importantíssimo, porque cria um mercado de eficiência energética, para deixarmos de consumir mais combustível fóssil, que é importado, caro e atrapalha o Brasil, para que possamos produzir combustíveis renováveis, dando uma otimização às nossas safras agrícolas, com o biodiesel, bioquerosene, biomassa e etanol. Isso é importante por conta da COP23, que acontecerá em Bonn, na Alemanha, cujo tema a ser levado pelo Brasil é o RenovaBio”, explicou o deputado.

Para o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski, foi extremamente importante a articulação para que os parlamentares estivessem com Temer. “O presidente demonstrou grande sensibilidade para o assunto e nos próximos dias já deveremos ter isso finalizado. Além dos parlamentares, o próprio ministro Fernando Coelho esteve presente, acompanhado do secretário de Petróleo, Gás e Biocombustíveis, Márcio Félix, e se posicionou de uma maneira muito positiva em relação ao RenovaBio e ao B10”, contou Tokarski, após o encontro no Planalto.

Estiveram presentes na reunião: o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho; o secretário de Petróleo, Gás e Biocombustíveis do MME, Márcio Félix; o senador Cidinho Santos (PR/MT); o deputado federal Evandro Gussi (PV/SP); o deputado federal Alexandre Baldy (Podemos/GO), presidente da Frente Parlamentar pela Valorização do Setor Sucroenergético; o deputado federal Carlos Henrique Gaguim (Podemos/TO); o ex-senador Márcio Lacerda e o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski.

Sobre a Ubrabio

A União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) é uma associação sem fins econômicos que representa nacionalmente toda a cadeia produtiva desses biocombustíveis. Desde sua criação, em 2007, a entidade lidera o segmento e atua como interlocutora entre sociedade e governo para mobilizar e unir esforços, recursos e conhecimentos na busca pelo desenvolvimento do setor.

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close