continua após a publicidade

Paris é o sonho de consumo de muitos viajantes. A Cidade Luz é apaixonante e deslumbrante. E se explorá-la também é seu desejo, confira a seguir as 5 dicas para quem sonha conhecer Paris.

A capital da França é uma cidade única. Com tantas coisas para se ver e vivenciar, mas montar um roteiro para lá pode ser algo desafiador até para quem já tem mais experiência. A seguir, vamos te mostrar como montar seu roteiro de forma fácil e controlando os gastos para tornar esse sonho viável.

Continue sua leitura e fique por dentro de informações valiosas para seu planejamento de viagem.

5 dicas para quem sonha conhecer Paris

Esse é o destino mais visitado do mundo e é difícil encontrar alguém que não conheça, pelo menos, um dos cartões postais da capital francesa. Agora imagine só ver de perto cada cantinho desse lugar que é inspiração para tantos filmes, revistas, blogs e tudo mais.

Torre Eiffel, Museu do Louvre, Arco do Triunfo e a Catedral de Notre Dame são alguns dos lugares clássicos da cidade. Além deles, há muito mais o que ver em Paris e só de se imaginar em todos esses cartões postais, a vontade que dá é de já fazer as malas e partir no próximo voo.

No entanto, muitas vezes a empolgação passa quando se pensa que Paris é um destino internacional. Gastar em Euro, especialmente quando a conversão para nossa moeda não está ajudando, muito podem assustar. Mesmo o cafezinho mais barato pode sair caro se pensarmos na diferença da cotação entre o euro e o real.

Além disso, passagens e hospedagens caras, entradas de atrações, alimentação e outros gastos. Tudo isso pode acabar desanimando, principalmente quem tem o orçamento mais curto.

Então Paris é um destino só para quem tem dinheiro de sobra? ERRADO! Através das nossas dicas de Paris, você vai ver que esse sonho pode ser viável a qualquer pessoa.

Com o planejamento correto, desbravar as belezas da Cidade Luz pode estar mais próximo do que você imagina. Com essas dicas de Paris sua viagem dos sonhos vai virar realidade. Confira:

01. Viaje fora de temporada

A primeira das nossas 5 dicas para quem sonha conhecer Paris é, provavelmente, a mais importante. Antes de tudo, a capital francesa é uma das mais turísticas do mundo. Por isso, na alta temporada absolutamente TUDO fica mais caro: passagens, hotéis, passeios e tudo mais.

Assim sendo, minha recomendação é que você programe sua viagem para a baixa temporada. Garanto que os preços serão bem mais convidativos nessa época.

Mas quando é a alta e a baixa temporada em Paris? Primeiramente, a alta temporada coincide com os meses do verão europeu: entre final de junho e agosto.

As altas temperaturas fazem com que os europeus queiram sair de casa para aproveitar o calor. Paris fica ainda mais vibrante com diversos eventos ao ar livre e o fluxo de turistas aumenta bastante nos principais pontos turísticos.

E o reflexo são filas intermináveis e preços inflacionados. Até conseguir reserva em um restaurante especial pode acabar sendo uma missão quase impossível.

Por outro lado, a baixa temporada abrange os meses de novembro a março. Com temperaturas mais baixas e o sol se pondo mais cedo você pode até pensar que não há muito o que se fazer, mas isso não é verdade.

A verdade é que Paris é interessante em qualquer época do ano. E é possível visitar todas as atrações praticamente o ano inteiro. O bom da baixa temporada é que você não terá todos os transtornos dos meses mais quentes.

02. Escolha uma boa hospedagem

Sem dúvida, estar bem localizado é um excelente jeito de economizar em qualquer viagem. A principal vantagem é conseguir fazer muitos passeios a pé e não precisar gastar com transporte.

Para conseguir um bom hotel em Paris, é importante saber em qual região se encontram os principais pontos turísticos da cidade. A partir daí, procure por hospedagens nas imediações.

Mas Paris é uma cidade tão grande, como descobrir onde ficar em Paris bem localizado?

Olha só que dica legal (e simples!): o mapa da cidade é realmente importante para definir a localização da sua hospedagem, isso porque Paris é dividida por regiões (arrondissements) e são 20 no total. Para saber a região de um hotel, basta verificar o CEP do mesmo.

Uma vez que todos os CEPs em Paris começam com 75 e são acrescidos do número da região, basta verificar o número no final do CEP!

Por exemplo:
75003 (3º arrondissement = o hotel se localiza no Marais)
75005 (5º arrondissement= o hotel se localiza no Quartier Latin)

Outra dica importante na hora da busca é avaliar se o hotel que você está pesquisando tem um CEP iniciado com 90. Saiba que ele está fora do arco rodoviário que contorna Paris, o Boulevard Périphérique. Portanto, ele é bem afastado!

image 2

03. Use o metrô quando não puder ir a pé

É claro que em nossas dicas de Paris, a utilização do transporte público não poderia ficar de fora. A rede de transportes na Cidade Luz é realmente muito boa!

O metrô de Paris é absolutamente fantástico e super interligado com os outros meios de transportes públicos da cidade. Paris possui 303 estações em 16 linhas, totalizando mais de 200 km de malha metroviária.

Costuma-se dizer que não existe nenhum ponto em Paris a mais de 500m de distância da estação de metrô mais próxima. Se isso é realmente verdade, não sabemos dizer, mas podemos afirmar que não precisa andar muito para já achar uma entrada de metrô.

De início, pode até ser meio confuso se encontrar no meio de tantas linhas, mas depois que você pega o jeito não vai querer saber de outra coisa!

E o melhor de tudo é que com apenas um bilhete de metrô você pode fazer integração com outros meios de transporte. O trem e o VLT são algumas das possibilidades que você pode utilizar.

Mas não esqueça de guardar seu ticket até terminar sua viagem. Eventualmente pode haver fiscalização no decorrer da viagem e se você for pego sem o ticket é multa na certa!

O valor do ticket unitário é de 2,10€. Entretanto, é possível economizar ao comprar o passe com 10 viagens, que sai no valor de 16,90€.

04. Opte por um “passe turístico”

Dentre as 5 dicas para quem sonha conhecer Paris, comprar o “passe turístico” pode te ajudar a economizar bastante com os passeios. Ele é uma espécie de pacotão de ingressos e nele estão inclusas as principais atrações e passeios de Paris.

O Paris Pass é um exemplo desse “passe turístico”. Com ele você tem direito de acesso a 60 atrações. Além de economizar no valor total dos ingressos, outra grande vantagem é não precisar enfrentar filas para entrar nas atrações.

É possível adquirir o Paris Pass para 2, 3, 4 ou 6 dias de viagem e os preços variam entre 90 e 229 euros. Para se ter uma ideia se ele vale a pena, abaixo você encontra alguns preços de ingressos avulsos na cidade:

  • Torre Eiffel – 26,10 €.
  • Museu do Louvre – 17 €.
  • Museu d’Orsay – 16 €.
  • Passeio de ônibus hop on-hop off – 42 €.
  • Palácio de Versalhes – 18 €.

Só por essas atrações já dá para perceber que um passe de 2 dias já compensa. Imagine então 60 pontos turísticos e passeios de Paris para usar em 6 dias de viagem!

image 3

05. Você não precisa pagar caro em comida

Encontrar outras opções de alimentação mais econômicas pode ser essencial para viabilizar sua viagem para Paris. E para te ajudar nesse quesito, vamos deixar abaixo algumas dicas:

O chamado “Menu formule” é um menu fixo que é composto de entrada e prato principal ou entrada, prato principal e sobremesa.

O preço desse tipo de menu dificilmente extrapola os 20 euros. Existem ótimos restaurantes adeptos desse menu e que farão você sentir-se como um legítimo francês.

Outra opção é utilizar o app The Fork. Ele serve para reservar mesa nos bons restaurantes, mas tb tem várias promoções e cupons para você economizar.

E por fim, a melhor dica de todas para gastar menos em alimentação: o app Too Good To Go. A ideia desse app é incrível: você economiza e ainda ajuda a minimizar o desperdício de comida.

Funciona da seguinte forma: você escolhe uma sacola surpresa de um restaurante, loja ou mercado e vai lá pegar no horário indicado. O desconto costuma ser de 70%!

Dica extra: Paris transforma o simples em algo especial

Por fim, uma dica extra para quem sonha em conhecer Paris. A cidade é incrível e repleta de lugares especiais onde não é preciso pagar nada para aproveitar. Assim sendo, aproveite esses spots para transformar um momento simples em algo memorável.

Um exemplo bem legal é passar no mercado e comprar alguns queijos e uma garrafa de vinho para saborear às margens do Rio Sena no final da tarde. A atmosfera por lá é bem descontraída e agradável.

Passear pelos jardins de Paris também pode ser uma experiência bem interessante. E o melhor de tudo é que eles são, em sua maioria, gratuitos.

E aí, curtiu essas dicas para quem sonha conhecer Paris? Agora você sabe que aproveitar as belezas dessa cidade pode ser um sonho palpável. Basta planejar sua viagem com cuidado e inteligência que eu tenho certeza de que ela será inesquecível.

continua após a publicidade