Meio Ambiente

Operação Apoena: Ibama se antecipa às queimadas na Amazônia

Nesta semana, a primeira etapa da operação Apoena, que visa à prevenção de incêndios florestais, foi concluída. No primeiro momento, o objetivo foi orientar e notificar os proprietários de terras que compõem a área crítica de focos de calor detectados por satélite no Mato Grosso a tomar providências preventivas. A meta foi atingida em 92%. Cerca de 800 polígonos compreendem uma área de 1.100 quilômetros quadrados nos municípios de Feliz Natal, Cláudia, Tapurá e São Félix do Xingu, todos do médio-norte mato-grossense.

A próxima etapa da operação é o monitoramento via satélite e terrestre por meio das brigadas de combate a incêndios florestais. 100% das notificações foram atendidas. Os brigadistas já estão fazendo rondas preventivas nas propriedades notificadas e acompanhando a confecção de aceiros, capacitação de funcionários etc. Os proprietários rurais que não cumprirem as notificações serão autuados, embargados e responsabilizados para pagar o custo da operação de combate ao incêndio ilegal.
A operação Apoena (o que enxerga longe) é resultado de uma grande união de esforços de setores da Diretoria de Proteção Ambiental do Ibama para evitar incêndios florestais no estado de Mato Grosso. Visando ao uso sustentável do fogo na Amazônia, em março deste ano, a fiscalização e o Centro Especializado em Combate e Prevenção a Incêndios Florestais (Prevfogo) iniciaram uma nova forma de prevenção, agindo antecipadamente ao fogo.
O período proibitivo de queimadas no estado do Mato Grosso se inicia em 15 de julho e vai até 15 de setembro. Nesse tempo, nenhuma licença de queimada é emitida pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), pois é o período mais seco do ano.
Rodrigo Falleiro, coordenador do Prevfogo, explica que a antecipação do Ibama em combater incêndios florestais tem por objetivo maior o combate ao desmatamento ilegal da Amazônia, com a diminuição do número de incêndios florestais percebido em anos anteriores. Segundo ele, o processo de degradação se dá de modo que sucessivas queimadas ao longo dos anos vão convertendo áreas de floresta em áreas para uso agropastoril.
Em Feliz Natal, há uma base da Brigada de Pronto Emprego do Prevfogo, composta por 17 brigadistas. Ciente da necessidade de uma equipe especializada em combate a incêndios florestais no município, a prefeitura fez parceria com o Ibama e disponibilizou a rede elétrica para o acampamento.
Tendo em vista as relações institucionais, o superintendente do Ibama em Mato Grosso, Marcus Keynes, visitou a base e convidou o prefeito Tony Dubiela para conhecer a estrutura montada. Na oportunidade, Keynes colocou o Ibama à disposição dos prefeitos da região para discutir sobre prevenção e combate a incêndios florestais. “Quem ganha com a floresta em pé é a própria sociedade”, afirmou.
Texto e foto: Badaró Ferrari
Ascom/Ibama
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close