Meio Ambiente

Nicarágua deve liberar cultivo de transgênicos

Com o objetivo de aumentar a produtividade, o governo da Nicarágua está prestes a liberar a utilização da biotecnologia na agricultura do país. A informação foi confirmada por Michael Healy, presidente da Upanic (Unión de Productores Agropecuarios de Nicaragua). Segundo ele, uma reunião ainda neste mês deve confirmar a decisão.

De acordo com o dirigente, o governo já encaminhou uma proposta de adequação da Lei 705, que estabelece sobre prevenção de riscos provenientes de organismos vivos modificados por meio de biotecnologia molecular. Os produtores analisaram as exigências e fizeram uma contraproposta.

Os agricultores nicaraguenses já fizeram várias solicitações de liberação da transgenia no país para ampliar sua produtividade. A biotecnologia seria primeiramente autorizada nas culturas de milho e soja, projeta Healy.

“No caso do milho, é sabido que a Nicarágua importa cerca de 4 milhões de toneladas de milho transgênicos (a um custo de US$ 50 milhões), e que podemos ter problemas quando se liberem de impostos alguns produtos […] Por isso acreditamos que uma alternativa é produzir milho transgênico para o mercado interno, assim como vendemos sorgo ao setor avícola”, justificou.

“O governo está interessado (no uso de biotecnologia na agricultura). O que nós (produtores) queremos é uma combinação de fatores: pesquisas com nossas próprias sementes e ainda importação. Agora temos de garantir a segurança neste tema”, conclui Healy.

 

Agrolink
Autor: Leonardo Gottems
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro.
Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável.
Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer!

Para falar comigo, entre em contato pelo email:
contato@meioambienterio.com

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker