Meio Ambiente

Mapa recebe demandas do setor de carne bovina para exportar para China, Rússia e EUA

A secretária de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tatiana Palermo, acompanhada da equipe técnica do ministério, reuniu-se nesta sexta-feira (24) com o presidente da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), Péricles Salazar, e representantes das empresas associadas, para estreitar a parceria com o setor privado, buscando a abertura de mercados, habilitação de novos estabelecimentos e ampliação das exportações.

Em seguida, ela fez um balanço sobre negociações concluídas no primeiro semestre deste ano para a abertura de mercados. “O setor de carnes foi um dos principais beneficiados com essa abertura, com destaque para o mercado russo”, disse.

 

Mapa recebe demandas do setor de carne bovina para exportar para China, Rússia e EUA
A Rússia se tornou o principal destino das exportações brasileiras de carne bovina. No primeiro semestre deste ano, o Brasil consolidou uma posição de liderança no comércio russo de carnes, sendo responsável por 57% das compras de carne bovina. Nas demais carnes, o percentual é de 82%, para a carne suína, e 34%, para a carne de aves.

Ainda em relação à Rússia, o ministério pretende concluir o processo de prelisting, sistema pelo qual o país exportador apresenta uma lista pré-autorizada de estabelecimentos que atendem às exigências sanitárias do país ou bloco importador.

“Esse sistema será implementado, até novembro deste ano, para todos os produtos de origem animal. É baseado na confiança mútua em relação ao controle e certificação sanitárias”, enfatizou a secretária. Nesse sentido, ela pediu a contribuição da associação para assegurar o cumprimento das exigências da União Econômica Euroasiática e da Rússia: “É importante apresentarmos garantias de cumprimento das exigências. Contamos com o setor privado.”

O prelisting também é objeto de tratativas com a China. “A última missão de inspeção de estabelecimentos exportadores de carnes foi realizada pela China por amostragem. É um grande avanço em direção ao sistema de prelisting”, observou a secretária.

A Abrafrigo pediu a intensificação de negociações para habilitação de novos estabelecimentos exportadores e, também, a viabilização das exportações brasileiras de miúdos, tripas e despojos.

Em relação aos Estados Unidos, a equipe do Mapa detalhou o andamento da última etapa técnica que antecede a efetivação das exportações. “Estamos concluindo o texto do certificado sanitário internacional. Acertados os requisitos, as empresas aptas a cumpri-los poderão solicitar sua habilitação. Devemos finalizar tudo até início de setembro”, ponderou a secretária.

Na abertura da reunião, a secretária destacou o trabalho que o ministério vem realizando para desburocratizar os processos. “No primeiro semestre deste ano, trabalhamos para modernizar a gestão do Mapa. Conseguimos consolidar um sistema eletrônico no qual os processos tramitam sem papel”.

 

Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close