Meio AmbienteReportagemSustentabilidade

Plano de Manejo do Costa do Sol quase pronto

Sete anos depois da sua criação, o Parque Estadual da Costa do Sol (PECS) poderá ter, enfim, seu Plano de Manejo ainda no primeiro semestre deste ano. O anúncio foi feito pelo novo chefe do PECS, Marcelo Morel, ao visitar o projeto Bandeira Azul, na Praia do Peró, em Cabo Frio. Segundo ele, o plano – que vai regular as atividades turísticas e comerciais no parque, foi judicializado, fica pronto até março e será posto em prática até julho.

Acompanhado do novo superintendente do INEA na Região dos Lagos, Fernando Savino, Marco Morel passou quatro horas na Praia do Peró. Conheceu todos os detalhes do projeto Bandeira Azul e anunciou uma grande operação, no estilo de força tarefa, para ordenar as praias do Peró e Conchas antes do Carnaval. Savino ofereceu os serviços do INEA para ajudar na capacitação dos agentes públicos municipais que atuam nas praias e nas áreas de conservação.

— O governador Wilson Witzel priorizou o turismo para promover o crescimento econômico do Estado do Rio. A Bandeira Azul é o caminho para ordenar e levar turismo de qualidade para as praias que estão na área do PECS, como Peró e Conchas. Vamos levar a experiência do Peró para hastear a Bandeira Azul nas praias das Caravelas, Tucuns e Forno, em Búzios, que tivemos a oportunidade de ordenar como fiscal do meio ambiente de Búzios – disse Morel.

MANEJO DO COSTA DO SOL  FICA PRONTO ATÉ JULHO
MANEJO DO COSTA DO SOL FICA PRONTO ATÉ JULHO

O novo chefe do PECS informou que está priorizando, nos primeiros dias à frente do parque, o combate aos incêndios criminosos em áreas de preservação de Arraial do Cabo. Mais de 50 construções irregulares foram derrubadas, pessoas foram detidas e muito material foi apreendido durante as operações, que contaram com o apoio de agentes da UPAM Cabo Frio e do 25º BPM (Cabo Frio).

— Numa segunda etapa, vamos atuar no ordenamento das praias que estão no interior das áreas protegidas ou nas zonas de amortecimento. Entre elas estão o Peró e Conchas, que já estão sendo bem ordenadas pelo município, que terá todo apoio nosso, do Ministério Público e da Polícia Ambiental. Não vamos admitir construções irregulares; churrascos;  aparelhos de som; e, animais nas praias. Os infratores serão advertidos e, em caso de resistência, encaminhados à delegacia policial – advertiu Morel, que elogiou o trabalho que está sendo feito pelas técnicas Andrea Franco e Márcia Tavares na elaboração do Plano de Manejo do PECS.

Marcelo Morel disse que pediu o reforço de 50 guarda-parques, novos veículos e equipamentos de combate a incêndios. Até o fim do ano, terá lanchas para reprimir a pesca predatória em toda a orla do PECS, que vai de Saquarema a Búzios. Explicou que as embarcações não podem navegar a até 200 metros a partir da faixa de areia e a pesca industrial pode ser feita somente após quatro quilômetros da costa.

Magno Marques, um dos coordenadores do projeto Bandeira Azul, explicou todos os detalhes da certificação e informou que após o Carnaval começam as obras no trecho da orla que não foi beneficiado na primeira etapa. Os quiosques serão remodelados e será feito tratamento paisagístico, com espécies nativas da região.

Os resultados da Bandeira Azul são ótimos, mas é uma luta permanente e para isso precisamos muito do apoio do empresariado e dos moradores do Peró, além das instituições como o INEA – apelou Magno Marques.

Tags
Saiba mais

Paulo Araújo

Paulo Roberto Araújo fez sua carreira jornalística no jornal O Globo, onde atuou como repórter e chefe de reportagem da editoria Rio. Sempre com foco no meio ambiente e no turismo, especialmente no interior fluminense, que o levou a ser agraciado com o Prêmio CREA de Meio Ambiente. Paulo Roberto Araújo - Jornalista - MT: 18146/RJ

Deixar uma resposta

Close
Close