Meio Ambiente

Depois do Cerrado, cultivo de fruta boliviana ganha espaço no Sul do Brasil

Depois do Cerrado, o cultivo de uma fruta exótica boliviana chegou ao Estado de Santa Catarina. O bacupari boliviano, mais conhecido como achachairú foi introduzida recentemente no Brasil. No Interior de Camboriú (SC), diversas plantas foram cultivadas em função do elevado potencial comercial no Estado. As árvores podem chegar até oito metros de altura com folhas perenes. No Estado catarinense, os frutos amadurecem entre os meses de janeiro e faveiro, um mês depois do achachairú cultivado em São Paulo.

Os frutos pesam, em média, 30g e são semelhantes a uma nêspera, e apresentam elevado teor de polpa, que é branca e não aderente à casca. Além disso, a fruta é menos atacada pela Mosca-das-frutas, aponta estudo da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). Normalmente, há apenas uma semente por fruto.

Em vídeo divulgado pela Epagri, o engenheiro agrônomo Eliséo Soprano destaca os melhores métodos para desenvolvimento da planta em Santa Catarina. “A fruta se multiplica por sementes, com início de produção no quatro ou quinto ano do transplante. A principal forma de cultivo é pelo poder germinativo, que representa em torno de 80% das plantas no Estado, pois por meio da alporquia nós não conseguimos desenvolver as árvores em três anos”, ressalta.

Eliséo Soprano adianta que pretende expandir o cultivo do achachairú para outras regiões litorâneas de Santa Catarina, pois a fruta não é tolerante ao frio. Em média, cada árvore produz de dois a três mil frutos, podendo render de 12,5 mil a 18,5 mil quilos por hectare.

Achachairú no Cerrado

Na região do Cerrado, o período de florescimento ocorre entre os meses de julho a setembro e o amadurecimento entre novembro a janeiro. No Estado de Goiás, milhares de árvores são cultivadas desde 2009.

 

Agrolink
Autor: Lucas Rivas
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close