Meio Ambiente

Pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente apresentam trabalhos

Os pesquisadores Alfredo José Barreto Luiz e Aline de Holanda Nunes Maia, da Embrapa Meio Ambiente, Jaguariúna-SP, participaram no período de 20 a 24 de julho da 60ª Reunião Anual da Região Brasileira da Sociedade Internacional de Biometria (RBras) e o 16º Simpósio de Estatística Aplicada a Experimentação Agronômica (SEAGRO), realizados na cidade de Presidente Prudente, SP.

O trabalho apresentado por Alfredo Luiz, “Busca de relações quando o número de variáveis é muito maior que o de observações: o caso de dados hiperespectrais” apresenta de forma didática o passo a passo para tratar dados de pesquisas, cada vez mais frequentes, nos quais a resposta não é numérica (podem ser nomes, como os das espécies vegetais do exemplo apresentado) e as variáveis medidas são coletadas em número muito maior que o de tratamentos e repetições.

A técnica permite selecionar um conjunto mínimo de variáveis, entre os milhares disponíveis, capazes de separar corretamente as espécies. No futuro, isso poderá significar uma grande economia de esforço na coleta de dados experimentais, tendo aplicações nas mais variadas áreas.

Já Aline Maia apresentou o tema “Análise de ensaios de sanidade pós-colheita considerando a estrutura longitudinal das avaliações”, que abordou técnicas de exploração, visualização e análise inferencial de dados provenientes de estudos de patologias pós-colheita em frutas, com ênfase no caráter longitudinal das avaliações de progresso da doença.

O trabalho busca determinar a importância e a eficiência de métodos alternativos de controle (uso de água quente e de biocontroladores de fungos de origem vegetal) para doenças pós-colheita de frutas, com foco na redução do risco de contaminação destes alimentos.

60ª RBras e 16ºSEAGRO

A RBras é um evento anual realizado pela seção brasileira da Sociedade Internacional de Biometria (International Biometric Society – IBS) e se caracteriza como uma realização de caráter científico e cultural direcionada aos profissionais que trabalham com as particularidades matemáticas e estatísticas das pesquisas nas áreas de agronomia, biologia, ecologia, análise de riscos, área médica, geografia, economia e outras correlatas.

Os eventos, organizados pelo Conselho da RBras e do Departamento de Estatística da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Campus de Presidente Prudente (DEST – FCT/UNESP), buscaram reunir pesquisadores de diversas áreas, que empregam a estatística para discutir processos e técnicas de análise de dados, com o objetivo de produzir melhoras na oferta e na acessibilidade do conhecimento estatístico.

Estatística é ferramenta nas tomadas de decisão

A ciência sofreu um processo de revolução ao longo do tempo e uma das vertentes desse processo foi bastante influenciada por modelos estatísticos que possibilitaram uma sofisticação significativa nos cenários de pesquisa.

A importância e o uso da matemática e da estatística permeiam as definições de tipos e os planejamentos de experimentos, teste de hipóteses, estimativa de parâmetros, a interpretações dos dados verificados nas pesquisas de campo e a apresentação dos resultados, influindo diretamente e reforçando as orientações das decisões dos gestores e de pesquisadores.

Marcos Alexandre Vicente (MTbE 19.027/MG)
Embrapa Meio Ambiente
meio-ambiente.imprensa@embrapa.br
Telefone: (19) 3311 2611

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close