Meio Ambiente

Fórum marca 50 anos de combate à aftosa no RS

Um dos marcos da história do combate à febre aftosa no Rio Grande do Sul completa 50 anos em 2015. A primeira campanha de vacinação contra a doença foi realizada em 1965 e fez parte de um grande projeto para proteger o estado contra a enfermidade, que é considerada uma das mais importantes que acomete animais de produção. De lá para cá, além da imunização do rebanho, foram organizados sistemas de informação em vigilância sanitária, redes de laboratórios e orientação ao produtor.

Com as novas metas do Ministério da Agricultura para a erradicação da doença no país e a pressão de alguns setores para suspender a vacinação de olho em mercados mais remuneradores, o tema deve ser um dos mais importantes da Expointer 2015. “Para olhar para o futuro, é preciso rever o passado”, diz o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS, José Arthur Martins. Por isso, o CRMV-RS, através da Comissão de Sanidade Agropecuária e a Sociedade de Veterinária do Rio Grande do sul – Sovergs, realizam, no dia 3 de setembro das 14h às 17h30, o IV Fórum Internacional de Responsabilidade Técnica e Sanidade na Produção Animal com o tema “50 anos de combate à febre aftosa: história e perspectivas”.

O evento vai contar com a presença de representantes de produtores, frigoríficos, indústrias de vacinas e serviço oficial. A apresentação do médico veterinário José Fernando Dora, que trabalhou no início da campanha pela Secretaria da Agricultura, foi o coordenador do programa de erradicação da febre aftosa na Bacia do Prata e atuou no Centro Panamericano da Febre Aftosa, vai trazer o histórico da doença e seu combate no Rio Grande do Sul. O presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) Jorge Camardeli, vai apresentar o olhar da indústria sobre os impactos da febre aftosa e da vacinação para o mercado de carnes.

Além disso, um painel sobre epidemiologia será apresentado pelo fiscal federal agropecuário do Mapa e doutorando da Ufrgs, Diego Viali dos Santos. A visão do serviço oficial na atualidade será apresentada pelo diretor do Departamento de Defesa Agropecuária da Secretaria da Agricultura, Fernando Groff. O presidente do Sindicato Nacional das Indústrias de Produtos para Saúde Animal (Sindan), Emilio Salani, deverá falar sobre o papel da vacinação no combate à aftosa e a perspectiva da indústria de medicamentos veterinários. A presença internacional do Fórum ficará a cargo do ex-ministro da agricultura do Uruguai e ex-presidente do Instituto Nacional da Carne do país vizinho, Roberto Vazquez Platero. Ele vai apresentar o case do Uruguai que, mesmo vacinando, consegue alcançar mercados mais exigentes.

 

Agrolink com informações de assessoria
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro.
Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável.
Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer!

Para falar comigo, entre em contato pelo email:
contato@meioambienterio.com

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker