Meio AmbienteSustentabilidade

Tartaruga Gigante que se acredita extinta há 100 anos é redescoberta

Um membro de uma espécie de tartaruga gigante, uma vez considerada extinta, foi recentemente avistado em uma ilha remota em Galápagos. Os cientistas descobriram a tartaruga adulta, comumente chamada de tartaruga gigante, na ilha de Fernandina. Eles acreditam que ela tem mais de 100 anos.

O grupo removeu a tartaruga da ilha e levou ela para uma instalação de criação personalizada na Ilha de Santa Cruz. Os cientistas fizeram parte de uma expedição colaborativa financiada pelo Parque Nacional de Galápagos e por um grupo ambiental chamado Galapagos Conservancy.

De acordo com o The Guardian, a tartaruga gigante de Fernandina está na lista de espécies ameaçadas de extinção e acredita-se que tenha sido extinta. A equipe acredita que há mais espécies ameaçadas de extinção de tartarugas na ilha, com base nas fezes e nos rastros descobertos, embora os números exatos permaneçam elusivos.

Tartaruga Gigante: Um rastro de esperança

A última vez que um membro desta espécie foi visto em estado selvagem foi em 1906. Desde então, os cientistas descobriram traços da tartaruga gigante na ilha, mas foram incapazes de detectar um em seu habitat natural. Se eles puderem encontrar mais indivíduos, os conservacionistas esperam criá-los em Santa Cruz para aumentar o número da população.

Eles precisarão de mais de um, mas as fêmeas podem armazenar esperma por muito tempo“, observou Stuart Primm, da Duke University. “Pode haver esperança“.

Sendo a terceira maior ilha de Galápagos, Fernandina é o lar do vulcão La Cumbre. O vulcão permanece altamente ativo até hoje. Na verdade, os especialistas acreditavam que as tartarugas gigantes na ilha foram mortas por causa dos recorrentes fluxos de lava do vulcão. Afinal, o vulcão quase cobre a ilha em sua totalidade.

Não há como dizer se os cientistas descobrirão mais tartarugas gigantes nos próximos anos, mas o recente avistamento é promissor. As ilhas Galápagos, é claro, são famosas por sua diversidade de vida selvagem e foram rotuladas como Patrimônio da Humanidade no final da década de 1970. Esperançosamente, a equipe descobrirá tartarugas gigantes adicionais. Nesse sentido, o objetivo é ajudar a trazer as espécies de volta ao mapa.

Tags
Saiba mais

Aurelio Barbato

Aurélio Barbato é Administrador de Empresas e Economista, formado pela Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado especializado em Economia Sustentável, coordenou atividades, temas, discussões de políticas públicas e eventos importantes no setor da indústria eletroeletrônica. Para falar comigo envie um e-mail para aureliogestaoestrategica.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close