Meio AmbienteNotíciasSustentabilidade

Cientistas inventaram um painel solar que produz hidrogênio

Cientistas da Bélgica inventaram um painel solar que produz hidrogênio como fonte de combustível para o aquecimento de casas em geral. Usando a umidade na atmosfera, o painel solar converte a luz solar em gás hidrogênio. Assim, esse painel pode produzir cerca de 250 litros de gás todos os dias. A equipe de cientistas, liderada pelo professor Johan Martens, tem trabalhado no desenvolvimento do painel solar de hidrogênio nos últimos dez anos. Quando começaram, eles só conseguiam produzir pequenas quantidades de gás hidrogênio. Mas agora, as bolhas de gás são visíveis no momento em que elas rolam o painel sob o sol.

É realmente uma combinação única de física e química“, explicou Martens. “Ao longo de um ano inteiro, o painel produz uma média de 250 litros por dia, o que é um recorde mundial”.

O professor Martens estima que vinte painéis solares poderiam fornecer energia e eletricidade suficientes para aquecer uma casa e ainda ter um pouco de sobra para o próximo ano.

A equipe ainda não está pronta para construir os painéis para uso comercial, mas eles estão se preparando para um teste em uma casa na Flandres. Se os testes forem bem-sucedidos, os pesquisadores planejam expandir os seus testes para um bairro inteiro.

Painel Solar de Hidrogênio – Como funciona?

Painel Solar

Sendo um gás extremamente combustível, o hidrogênio pode ser perigoso se não for manuseado corretamente. Enquanto o público em geral pode ter algumas preocupações sobre o uso de hidrogênio como fonte de calor, os cientistas da Bélgica disseram que carregam os mesmos riscos associados ao gás natural. Funciona assim: O hidrogênio produzido pelos painéis solares é armazenado em um tanque de óleo. Esse tanque de óleo deve ser instalado perto da casa.

Embora esta tecnologia seja certamente promissora – e produza zero emissões de carbono – o custo dos painéis solares, tanques de armazenamento e forno, além da instalação, ainda é um grande problema.

Dito isto, o custo inicial pode ser alto, mas os proprietários pagariam o sistema ao longo do tempo, principalmente se não confiassem mais na eletricidade da cidade ou no gás natural.

Não há nenhuma previsão sobre quando os painéis solares de hidrogênio estarão disponíveis no mercado, mas os cientistas estão muito otimistas sobre os limites superiores que esta nova tecnologia vem apresentando.

Tags
Saiba mais

Aurelio Barbato

Aurélio Barbato é Administrador de Empresas e Economista, formado pela Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado especializado em Economia Sustentável, coordenou atividades, temas, discussões de políticas públicas e eventos importantes no setor da indústria eletroeletrônica. Para falar comigo envie um e-mail para aureliogestaoestrategica.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

46 − = 40

Close
Close