Priscila Dantas

Afinal, como descartar corretamente o lixo eletrônico?

Afinal, como descartar corretamente o lixo eletrônico?

O Brasil é conhecido como um dos maiores produtores de lixo eletrônico da América Latina, pois gera milhões de toneladas todos os anos desses resíduos.

De todo esse lixo que é descartado, nem 5% é reciclado da maneira correta como deveria ser e esse descarte mal feito pode ser algo grave no futuro.

Isso porque os eletrônicos costumam contar com materiais muito tóxicos que, em certo ponto, chegam a prejudicar muito o meio ambiente e também a saúde das pessoas.

Com isso em mente, este artigo explicará aos leitores o que é lixo eletrônico e como eles podem descartar o lixo eletrônico corretamente.

Além disso, falará sobre a grande importância do descarte correto, seja de aparelhos que tem sistema de câmeras entre outras funções.

Saiba o que é lixo eletrônico

É chamado de lixo eletrônico cada um dos dispositivos eletroeletrônicos que estejam com algum tipo de defeito ou que não estão mais em funcionamento, assim como:

  • Celulares e tablets;
  • Televisões e computadores;
  • Fones de ouvido e carregadores;
  • Pilhas e baterias;
  • Eletrodomésticos.

Esses e demais materiais eletrônicos devem contar com o descarte correto, até porque como já mencionado eles contém inúmeros materiais que são extremamente nocivos aos humanos e ao ambiente.

Esses materiais podem variar muito, mas em suma são chumbo, mercúrio, níquel, zinco, cádmio, e muitos outros que podem fazer mal até mesmo para os animais e para um plano de controle ambiental loteamento.

Como descartar lixo eletrônico corretamente?

A seguir, serão dadas algumas dicas que podem te ajudar a entender como fazer o descarte correto do seu lixo eletrônico.

1. Cheque se o aparelho está no fim da sua vida útil

Um produto pode dar inúmeros sinais de que está no final de sua vida útil, principalmente um eletrônico ou eletrodoméstico comum.

Isso é mostrado a partir da quebra ou mal funcionamento de alguma função importante que custaria muito para ser consertado.

Ou por se mostrar um produto muito antigo e não suprir mais as funções que uma pessoa precisa, a levando a comprar um modelo mais novo de um refletor de LED para fachada.

Esse tipo de coisa é comum de acontecer no dia a dia de uma empresa, seja ela pequena, média ou grande e também em casas não só pelo Brasil, mas pelo mundo todo.

O recomendado, então, é um consumo mais consciente, ou seja, reaproveitar os aparelhos ou tentar fazer o descarte deles da forma mais correta e sustentável possível.

Se um produto não é mais do agrado de uma pessoa mas ainda funciona perfeitamente, o consumidor pode decidir também por vendê-lo ou doá-lo.

2. Separe o lixo eletrônico

É essencial levar em conta alguns pontos na hora de separar todo o luxo eletrônico que precisa ser descartado de uma empresa que trabalha com estrutura metálica, por exemplo.

A maioria dos eletrônicos não deve ser desmontada, afinal, eles devem ir para o descarte inteiros e com todas as suas peças restantes junto.

Assim como no caso de smartphones e notebooks que, em suma, nos dias de hoje, contam com baterias não removíveis e que podem permanecer lá na hora do descarte.

Já as pilhas e baterias que são removíveis devem ser descartadas separadamente e na maioria das vezes existe a separação para cada um.

Para essas pilhas e matérias removíveis, basta descartá-las fora do aparelho no ponto de coleta que preferir e que esteja pronto para receber esse tipo de lixo eletrônico.

No Brasil, existem diversos pontos de coleta onde as pessoas podem se desfazer de todo o seu lixo eletrônico de maneira responsável e que não prejudique o meio ambiente.

Se o descarte de computadores que ainda funcionam for feito, por exemplo, é de grande importância lembrar de apagar cada um dos dados e arquivos que ele tenha.

Ou somente remover o disco rígido e cartões de memória, assim como deve ser feito em celulares ou em câmeras fotográficas.

3. Siga instruções de descarte do fabricante

O indicado em todos os casos na hora de descartar um tipo de lixo eletrônico é pesquisar as instruções de descarte informadas pelo próprio fabricante dos produtos.

A maioria das marcas mais famosas do mundo todo já contam com canais e urnas de descarte espalhadas por autorizadas e assistências técnicas em lojas no Brasil inteiro.

Os fabricantes são as melhores oportunidades que uma pessoa tem de fazer o descarte de produtos eletrônicos quebrados ou obsoletos da maneira mais correta possível.

Muitos deles também oferecem programas que tenham a ver com a coleta e a logística correta para darem conta do grande volume de descarte de lixo eletrônico.

Outra solução, caso as marcas não contem com esse tipo de suporte, é buscar as autoridades da cidade para pedir alguma ajuda.

Muitas cidades do Brasil também trabalham com um programa para descarte correto de lixo eletrônico ou ajudam as pessoas a destinarem seus aparelhos para os limites certos.

4. Pesquise pontos de coleta de lixo eletrônico

Mesmo que algumas pessoas não percebam, é muito comum alguns estabelecimentos contarem com espaços específicos para o descarte de lixo eletrônico da maneira certa.

Isso principalmente em estabelecimentos com tag para controle de acesso que têm uma política verde focada na preservação da natureza e sustentabilidade no geral.

Para quem não costuma ver esses tipos de ponto de coleta pelos lugares onde frequenta, também é possível pesquisar em sites especializados no assunto.

Neles, as pessoas podem achar os pontos mais próximos e até saber qual caminho lixo eletrônico percorrerá até ser destruído de uma forma segura.

5. Pense em outras opções

Assim como já mencionado, jogar fora não é a única opção na hora de descartar o lixo eletrônico, às vezes, essa pode nem ser a melhor maneira.

Isso porque existem diversas ONGs que contam com especialistas em conserto desses aparelhos que podem ser doados para pessoas carentes ou instituições como escolas.

Outra opção que ajuda a fazer uma grana extra é vender o aparelho se ele estiver em boas condições, mas deixe claro ao comprador cada ponto do produto e se estiver vendendo ele por algum defeito também avise.

Essas são ótimas opções para quem deseja descartar um eletrônico como um rastreador veicular que ainda tem vida útil ou que está com um pequeno defeito de funcionamento.

A importância do descarte correto

Como esses eletrônicos contam com inúmeros materiais tóxicos já mencionados acima, é de extrema importância fazer o descarte correto de todos.

Por isso não jogue seus aparelhos na natureza de maneira irresponsável, até porque eles podem acabar contaminando o solo, atrapalhando a qualidade do ar e também da água que as pessoas na região consomem.

Quando os metais pesados que compõem esses aparelhos são expostos às ações do clima como chuvas e sol forte, eles são liberados e causam danos extremamente graves ao meio ambiente.

Além dos sérios problemas ambientais que uma pessoa pode causar ao fazer o descarte de eletrônicos incorretamente, existem alguns outros.

Assim como esses materiais irem parar nas mãos de trabalhadores informais sem ponto digital marcação que trabalham em aterros de lixo, causando não somente um problema ambiental mas um problema de saúde.

O risco de problemas dão altíssimos, isso porque os componentes desses aparelhos podem ser os responsáveis pela causa de problemas sérios nessas pessoas.

Benefícios do descarte apropriado de eletrônicos

Um descarte correto pode trazer uma série de benefícios ao mundo todo além de avisar os problemas já citados acima, é importante conhecer alguns que serão citados a seguir:

Evita lotação em aterros sanitários

O Brasil produz uma enorme quantidade de lixo eletrônico todos os anos e, se esse volume de lixo fosse descartado em aterros sanitários, uma lotação seria causada.

Se descartados em locais como esses, eles também não teriam a chance de serem reaproveitados para a criação de novos itens. Por isso o descarte correto evita tais problemas.

Ajuda na proteção de dados

Quando um aparelho como computador, notebook ou celular é descartado da maneira incorreta, pessoas desconhecidas podem encontrá-lo e acessar dados pessoais dos donos antigos.

Mesmo que ele tenha quebrado, não é possível saber para onde ele vai e se alguém poderá consertá-lo e acessar as informações que ele contém.

A maneira mais segura de fazer esse descarte é ir atrás de locais que trabalham com rigorosos padrões de recolhimento de eletrônicos e padrões seguros.

Considerações finais

O lixo eletrônico pode ser qualquer dispositivo como celulares, computadores, tablets, entre outros. Quando quebrados ou obsoletos, esses aparelhos devem ser descartados da maneira correta.

Isso inclui seguir uma série de recomendações para que esse processo seja feito como deve, assim como separar o que deve ser separado e pesquisar as melhores formas de descartar o aparelho segundo o fabricante.

Se esse processo for realizado da maneira como se deve, ele pode trazer benefícios e evitar uma série de problemas tanto à saúde das pessoas quanto ao meio ambiente no geral.

Além disso, não saber como descartar aparelhos pode ser um perigo para um sistema de software restaurante comanda eletrônica que pode cair em mãos erradas se não apagado corretamente.

Por isso, pesquise os melhores locais de descarte e garanta que os aparelhos terão fins melhores do que irem parar em aterros sanitários causando problemas ao mundo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor Priscila Dantas | Website

Bacharel em comunicação social jornalismo/ Assessora digital com foco em SEO. Buscando cada vez mais estratégias para alavancar as buscas online. priscila.dantas@networkflow.com.br

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.