A Arteterapia é um método alternativo cada dia mais utilizado nos consúltorios de psicologia. Isso com objetivo de proporcionar ao paciente uma novo modo de tratamento. Atualmente, iremos acompanhar mais sobre o significado desse método. Então, prossiga a leitura!

O que é arte?

A arte é algo que vem desde tempos remotos. Os homens das cavernas pintavam em formato rupestres como forma de comunicação e expressão íntima com seus companheiros. Ademais, a fabricação de ferramentas e a criação da roda também são expressões artísticas.

Isto é, a arte é qualquer forma de expressão realizada por uma pessoa ou por um grupo. O que conhecemos por arte não é apenas o que está no museu ou um quadro de um artista conhecido. Ela é composta por diversos componentes que mostram quem somos e o que queremos expressar por vários meios.

Por exemplo, ela é a expressão de um compositor que gasta tempo para fazer uma música que seja boa aos ouvidos e provoque uma identificação com o público. Temos também dançarina ou dançarino que se dedicam para desempenhar e aprimorar diversos movimentos. Dessa forma, podem ser chamados de artistas.

Por esse motivo, pode-se dizer que a arte é uma maneira de expressar os sentimentos e o nosso interior. Com base nesse conceito a Arteterapia traz solução para alguns dos nossos males.

O que é arteterapia?

Maria Margarida Carvalho, professora da USP, acredita que a Arteterapia “é um ramo de atuação profissional que usa meios artísticos com uma finalidade terapêutica”. A maneira de agir desse método dá-se pela produção estética. Ademais, também é a criação artística da avaliação, do tratamento, da prevenção e a reabilitação mental.

Para a Assosiação Brasileira de Arteterapia, essa é uma especialização para profissionais do ramo da saúde, entre elas, os da Enfermagem, da Psicologia e Fisioterapia. Mas ela pode ser realizada por pessoas das artes e educação, desde que não foque clinicamente.

O foco da arteterapia

Resumidamente, a arteterapia utiliza elementos da atividade artística como meio de intervenção profissional. Esta é voltada à qualidade de vida e melhora da saúde. Relacionado à modalidades artística, há a pintura, a escultura, a dança, a música, o audiovisual, a história oral, entre outros.

Um dos benefícios da arteterapia é que esse meio de intervenção contribui para focar mais nas emoções daquele que realiza as atividades. Já o enfoque verbal tradicional ocorre de outra maneira, com conversas entre o profissional e o paciente.

Dessa forma, através das expressões artística, o profissional consegue enxergar nas diferentes manifestações do praticante outras questões. Desde identidade pessoal, expectativas diante de um grupo, problemas mentais, traumas e problemas de sexualidade a histórias de vida etc. Todas elas contribuem para encontrar o melhor diagnóstico para cada um.

Ademais, vale dizer que o intuito da arteterapia não é criar um saber artístico do criador da obra. É, antes de qualquer coisa, uma maneira de permite o bem estar e deixar fluir emoções através da expressão das obras.

Arteterapia para colorir e relaxar

É importante ressaltar que o principal propósito da arteterapia não é formar artistas profissionais, e sim, permite que as pessoas expressem seus sentimentos.

Portanto, a arteterapia vai desde desenhos para desenhar até a pintura de quadros realistas.

Ao exercer a Arteterapia, o paciente terá recursos para compreender a si mesmo, tudo de uma forma lúdica e intuitiva. Entre as vantagens que esse modelo de terapia traz veja alguns a seguir.

Estimula a criatividade

A utilização das capacidades intelectuais promovida pela arte estimula a criatividade. Através disso as pessoas potencializam a capacidade de raciocínio e de imaginação.

Potencializa a confiança

Quando se cria algo de cunho artístico a pessoa adquire autoestima, podendo passar essa confiança também para outros lados da vida cotidiana.

Melhora a concentração

Se manter focado em uma atividade artística aprimora a concentração, a coordenação motora e permite que a pessoa tenha um objetivo e foco.

A arte tem um caráter libertador e saudável

Há na Arteterapia um tripé constítuido pelo terapeuta, a arte criada e o paciente. Isso coloca o paciente em uma posição de agente da sua criatividade, o que promove diversos benefícios.

Com isso, podemos concluir que, a arteterapia é uma opção saudável e eficiente quando falamos de saúde e bem estar, ainda mais nos tempos de hoje.