ASSAÍ REDUZ 10% DE SUAS EMISSÕES DOS ESCOPOS 1 E 2 EM 2023

O Assaí Atacadista anunciou ao  mercado, por meio do seu balanço financeiro referente a 2023, a redução de 10% de suas emissões de carbono dos escopos 1 e 2, ou seja, provenientes da empresa e do consumo de energia elétrica, respectivamente.

O indicador está alinhado ao compromisso da Companhia no combate às mudanças climáticas e a sua meta de redução de emissões, que prevê a diminuição de 38% de suas emissões até 2030, tendo 2015 como ano-base. Vale destacar que, no período, o Atacadista contava com 95 unidades em funcionamento e, atualmente, conta com um parque de lojas composto por mais de 290 unidades distribuídas em 24 Estados mais o Distrito Federal, sendo que 27 delas foram inauguradas ainda em 2023.

O avanço é resultado de uma sólida estratégia de sustentabilidade que visa a promoção de operações responsáveis, transparentes e com menor impacto ambiental. Dentre as frentes de trabalho que contribuíram a esse resultado estão a gestão eficiente de resíduos, o investimento em uma matriz energética mais diversificada e limpa, além do avanço para um modelo de loja mais sustentável, que utiliza equipamentos e implanta iniciativas para otimizar o consumo de energia elétrica.

Nesse sentido, além da migração para o mercado livre de energia, que conta com fontes renováveis, ou seja, provenientes das matrizes eólica, solar, biomassa e pequenas hidrelétricas, as novas lojas do Assaí são construídas levando em consideração conceitos de ecoeficiência e gestão do impacto ambiental. Hoje, todas as unidades são inauguradas com iluminação 100% em LED; ilhas de congelados e refrigerados com portas; e fachada de vidro e telhas translúcidas, que garantem um melhor aproveitamento da luz natural e contribuem para a diminuição do consumo de energia.

O resultado também foi acompanhado da participação da rede em sólidos indicadores, que reforçam a assertividade da sua gestão quanto às boas práticas de ESG. Pelo segundo ano consecutivo, o Assaí integra o Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 (ISE-B3), Índice Carbono Eficiente (ICO2) e obteve classificação B no CDP, um dos principais programas de medição e divulgação para gestão eficiente de riscos relacionados a emissões de carbono e às mudanças climáticas.