Oficina da ATeG Pecuária de Bovinocultura de Corte reuniu produtores em Palmitos
Oficina da ATeG Pecuária de Bovinocultura de Corte reuniu produtores em Palmitos

Os produtores do Programa Assistência técnica e gerencial (ATeG) com foco em Bovinocultura de Corte participaram de uma tarde de campo, na última semana, em Palmitos. O encontro, realizado na Fazenda Esperança, foi uma iniciativa do Sistema Faesc/Senar-SC e do Sindicato Rural do município.

A programação foi conduzida pelo presidente do Sindicato Rural de Palmitos, pelo Luiz Antônio Cavalleri, pelo técnico de campo da ATeG Davi Fernando Alba e pelo supervisor técnico Leandro Simioni, com apoio da Supervisora Regional Grasiane Bittencourt.

Durante o evento foram apresentados os resultados produtivos do ano 2019/2020, que demonstraram a importância das anotações gerenciais e técnicas da atividade. A propriedade possui apenas mão de obra familiar. Os casais, Daiane Holdefer e Alvaro Fribel e Daniel Holdefer e Juli Holdefer, são responsáveis pelas atividades de suinocultura, bovinocultura de leite e de corte.

Também foram discutidos temas importantes nos rebanhos de cria, onde o produto final é o bezerro desmamado com aproximadamente sete meses. Os temas abordados incluíram manejo de pastagens, importância da análise, correção e adubação do solo, ajuste da estação de monta, manejo de primíparas, suplementação mineral para matrizes e bezerros, bem como o produto que deve ser utilizado ao longo das estações do ano de acordo com a oferta de pastagem de cada propriedade.

Outros assuntos em destaque estiveram relacionados à importância do planejamento forrageiro, onde os produtores precisam se organizar para armazenar alimento (volumoso como feno, pré secado, silagem, etc…) nos momentos de sobra de pasto (verão), para suplementação das matrizes nas épocas de escassez, como ocorre no inverno ou em períodos com estiagens. “Esses encontros propiciam a troca de conhecimentos, permitindo que os produtores consigam aplicar as novas técnicas em suas propriedades, melhorando a qualidade dos animais e a quantidade de animais produzidos, aumentando a renda familiar e estimulando a sucessão familiar no campo”, destacou o supervisor técnico da ATeG, Leandro Simioni.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, ressaltou que o programa tem o objetivo de promover a inovação na gestão de propriedades rurais catarinenses em diferentes cadeias produtivas. Segundo ele, na pecuária de corte já são mais de 2771 produtores atendidos em 184 municípios catarinense. “Muito mais do que quantidade queremos dar destaque para os resultados que muito nos orgulham com altos índices de produtividade e uma gestão que serve de exemplo para quem quer inovar”.

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.