Brasil deve produzir 55,7 milhões de sacas de café em 2023, prevê IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (13) uma previsão de produção de café para o Brasil em 2023. Segundo o instituto, o país deverá produzir 55,7 milhões de sacas de 60 kg de café, o que representa um aumento de 6,5% em relação a 2022. A previsão também representa um acréscimo de 0,7% em relação à estimativa anterior.

O aumento na produção anual deve-se à recuperação da safra de café arábica, que é responsável pela maior parte da colheita brasileira. A produção de grãos canéforas, por outro lado, deverá cair em relação a 2022.

A estimativa para o café arábica é de 38,5 milhões de sacas de 60 kg, o que representa um aumento de 13,4% em relação ao ano anterior, mas uma queda de 0,3% em relação à previsão anterior. De acordo com o IBGE, a bienalidade da safra deveria ser negativa em 2023, mas como não houve problemas climáticos durante o inverno de 2022, espera-se um aumento na produção.

Já para o café canéfora (robusta e conilon), a previsão é de produção de 17,2 milhões de sacas, um aumento de 2,9% em relação ao mês anterior, mas uma queda de 6,3% em relação ao ano anterior.

A previsão foi divulgada em um momento em que a colheita brasileira está em fase inicial.