A saúde do animalzinho de estimação é preocupação constante para a maioria dos “pais” de pet, afinal, quando adotamos um cachorro, estamos assumindo responsabilidades por aquela vida, cuidar de um animal vai muito além de simplesmente alimentar e dar um lar.

É necessário que ao adotar um cachorro, estejamos disponíveis para levá-lo para caminhar com uma boa frequência, dar carinho e atenção.

Além de tudo o que já foi citado, o cuidado com a saúde de um animal deve ser como o de um humano, prestar atenção se ele anda triste, com ferimentos, desanimado e leva-lo para fazer exames de rotina.

Com cachorro com menos de 8 anos os exames devem ser feitos uma vez por ano, em cães com idade mais avançada a frequência deve ser ainda maior, chegando às duas ou três vezes por ano. 

Para os pais de pet é comum aparecer com frequência propagandas de suplementos e capsulas alimentares que prometem grande melhoria na saúde do animal.

Com essas propagandas é comum surgir a dúvida se o animal realmente precisa de suplementação, e principalmente, quando é necessário a inserção de pílulas na dieta do animal.

Como saber se seu cachorro precisa de suplemento

Para que você mesmo chegue a conclusão se é necessário ou não a adoção de nutrientes para a rotina do seu pet, basta observar se há algo de diferente com o animal, falta de disposição, feridas com frequência, perda de pelos, falta de apetite.

O mais indicado é que se procure um profissional, pois somente ele vai ter a experiência necessária para identificar exatamente qual o problema que o cachorro está passando e vai indicar a suplementação ou a medicação correta para tratar do problema do animal.

O que é um suplemento

Um suplemento é um produto que visa complementar a dieta defasada do animal, pode conter itens padrões ou serem específicos para regular o deficit de algum mineral, nutriente,  vitamina, erva ou aminoácido.

O mercado de suplementação animal está em constante evolução, onde novos suplementos e compostos chegam e saem de moda o tempo todo.

Tudo o que o dono do pet precisa saber sobre suplementos

Não é porque a embalagem diz que o remédio é natural que passa automaticamente  a ser bom e seguro.

Por mais que tenha diversas semelhanças entre os cuidados da saúde humana e animal, não significa com vitaminas e suplementos que são bons para nós, também será bom para a saúde animal.

Há diversos suplementos que prometem melhora na pele, saúde, pelos e afins, que, na verdade, não possuem eficácia alguma comprovada, por isso, evite comprar remédios sem a indicação de um veterinário, além de está jogando dinheiro fora, você pode também estar colocando em risco a saúde do cachorro.

Em quais situações devo dar suplemento para meu cachorro?

Em situações de problemas de saúde identificada por veterinários, é sim, preciso realizar o uso dos suplementos com a orientação profissional.

O uso de suplementos em cães que possuem idade avançada também pode ser muito benéfico, a medida que avançam a idade, os animais ficam mais suscetíveis a problemas de pele, queda de pelo em excesso, obesidade e problemas nos ossos, tudo isso pode ser causado pela falta de algum nutriente básico.

Uma boa administração suplementar com a orientação e acompanhamento de um profissional, pode melhorar a qualidade de vida, aumentar a vitalidade e retardar o envelhecimento do pet.

Ou seja, se bem administrado os suplementos são muito benéficos e pode mudar a vida do animal, caso seja usado da maneira incorreta, vai trazer sérios problemas de saúde.

Exames de rotina em pets

Para melhorar a longevidade do animal, separamos também exames que devem ser feitos rotineiramente.

  • Raio X – Boa parte dos exames em humanos também é feito nos nossos animais de estimação, a exemplo disso é o Raio x que consistem em um feixe de luz invisível, que atravessa o corpo do seu cachorro, porém os ossos dificultam a passagem, enquanto a pele, carne e pelos permitem a passagem como se não tivesse nada e atinge digitalizadora de Raio-X que vai mostrar trajetória da luz, se há alguma lesão ou fratura.
  • Check-up – Exame feito por um veterinário, que tem o intuito de avaliar a saúde do animal como um todo, e alguns procedimentos são postos em dia como vacinação, vermifugação, o animal passa por uma anamnese, avaliação física da saúde.
  • Exame de Sangue – Seu objetivo é avaliar os componentes sanguíneos do animal, através dele é possível prevenir ou detectar alguma doença que pode pôr em risco a saúde do animal, é através do exame de sangue que é possível detectar inflamações, anemia, infecções e principalmente a doença do carrapato causada por um parasita sanguíneo.
  • Ultrassonografia – É um exame realizado no corpo do pet, que permite ao especialista verificar a saúde dos órgãos internos, sem ocorrer uma cirurgia, é através dela que podemos verificar a saúde dos rins, coração, fígado, pulmões, sem ser necessário procedimento invasivos.