casa sustentável

Uma casa sustentável é muito mais econômica para ser construída e utiliza materiais que a própria natureza oferece, preservando, dessa forma, o meio ambiente para que ele possa ser resguardado nas futuras gerações.

Uma casa sustentável, também conhecida como casa ecológica, é projetada e construída seguindo os princípios da sustentabilidade do meio ambiente, que ao usar materiais naturais podem garantir o bem-estar dos moradores.

Uma construção sustentável pode ter taco de madeira para porta, porque a madeira consegue fazer com que a porta mantenha a temperatura do quarto mais quente, impedindo o frio intenso entre, nos dias de inverno, por exemplo.

Características de uma casa sustentável

Para entender melhor este conceito, é importante conhecer quais são suas principais características, que serão elencadas abaixo:

  1. Possui um sistema elétrico que economiza energia;
  2. Tem um sistema hidráulico que possibilita a economia de água;
  3. As madeiras utilizadas são certificadas legalmente;
  4. Contém um sistema de aquecimento solar;
  5. O projeto aproveita a iluminação natural do sol;
  6. A construção não causa poluição da água e do ar;
  7. Evita o desmatamento e a contaminação do solo;
  8. Possui um sistema de captação de água da chuva;
  9. Os materiais utilizados são recicláveis e reutilizáveis;
  10. O sistema térmico evita o uso excessivo de ar condicionado;
  11. O telhado pode ser construído com plantas verdes (telhado verde);
  12. O uso de árvores diminui a temperatura no verão.

Nota-se, portanto, que com todas essas características, possuir uma casa sustentável não só irá colaborar com a preservação da natureza, mas também vai trazer muito mais conforto e grandes benefícios para os moradores.

Mesmo sendo uma construção sustentável, essa casa pode ter um painel de led, porque esse tipo de lâmpada é 80% mais econômica que as do tipo incandescentes e 30% mais econômica que as fluorescentes, reduzindo as despesas com energia.

Quanto ao uso das madeiras em sua construção, todas elas são certificadas legalmente e autorizadas para serem usadas e o morador não terá nenhum tipo de problema mediante uma possível fiscalização.

A economia com água é imensa, porque os sistemas hidráulicos evitam o seu desperdício e as águas da chuva podem ser coletadas, para o uso interno quando for necessária uma limpeza depois de um conserto de adega climatizada, por exemplo.

Com o aproveitamento da luz solar as lâmpadas podem ficar desligadas, economizando energia e essa iluminação natural também favorece o aquecimento da água para banhos mais demorados.

Todo o projeto que envolve a construção de uma casa sustentável precisa ter como objetivo principal a preservação da natureza, sem causar-lhe danos e também não poluir o ar, a água, provocar desmatamento, nem mesmo contaminar o solo.

Caso surja alguma suspeita da água estar contaminada, uma análise química pode ser realizada através de um profissional competente.

Se a resposta ao teste der positiva, é necessário procurar os direitos legais para denunciar a empresa que fez o projeto de sustentabilidade da residência e alertar outros clientes para não contratá-la.

Os moradores que pretendem construir uma casa sustentável, dentro de suas possibilidades, devem utilizar materiais que podem ser reciclados e utilizados novamente em uma outra construção, por exemplo.

Dessa forma, eles estarão evitando o desperdício desses materiais e economizando nas compras de outros tradicionais no mercado e os acabamentos podem ser adquiridos em lojas que trabalham com projetos sustentáveis.

Dentre as comodidades de uma casa sustentável, implantar um sistema térmico que evite o uso constante do ar condicionado é muito conveniente, porque a temperatura interna fica equilibrada e muito mais confortável.

Sempre que possível o projeto deve conter jardins, nos quais podem ser plantadas as árvores e também a instalação gerador residencial, pois em caso de falta de energia as câmeras e acessos de segurança vão proteger os moradores contra invasores. 

A importância de uma casa sustentável

Sem contar o fato de que esse tipo de construção colabora muito com a preservação do meio ambiente, uma casa sustentável tem custos praticamente iguais aos de uma casa construída pelos meios tradicionais.

Isso é importante para economizar dinheiro e também porque a médio prazo os valores despendidos retornam na economia com água e energia, além de favorecer um ambiente residencial agradável e mais salutar para os moradores.

A construção sustentável é um segmento da economia que mais gera benefícios para o meio ambiente, não produzindo entulhos e resíduos, que podem danificar a natureza.

Um dos benefícios é impedir a extração em excesso de matérias-primas como a madeira, por exemplo, sem contar o fato de que a empresa que atua nesse setor melhora a imagem diante dos clientes e economiza seus próprios recursos internos.

E, ao economizar seus recursos financeiros, a empresa tem a possibilidade ainda de negociar por um preço mais baixo a venda de uma câmera de monitoramento 24 horas residencial, agradando o cliente.

Para diminuir os impactos negativos na natureza, é importante as empresas adotarem técnicas de construção mais sustentáveis, dando prioridade na utilização de materiais ecoeficientes e no uso de energia renovável, como a do sol.

Elas devem fazer inclusive uma gestão apropriada dos resíduos, sabendo exatamente em que locais eles devem ser descartados. Existem muitos postos de coleta apropriados para isso.

O consumo consciente dos recursos oferecidos pela natureza colaboram com o aspecto social, econômico e ambiental de um país e, para a construção de uma casa ser sustentável, ela deve ser aceita por uma construtora civil nessa área.

A sociedade também precisa mudar a sua visão nesse sentido, porque dessa forma ela diminui o consumo dos recursos naturais e aumenta o seu reaproveitamento, inclusive na colocação de uma guarnição de gesso para porta, por exemplo.

Vantagens que uma casa sustentável traz

Além de todos os benefícios já citados anteriormente, a lista abaixo aponta algumas dessas maiores vantagens, tais como:

  1. Melhor custo-benefício;
  2. Maior conforto e valorização;
  3. Possibilidade de utilização do telhado verde;
  4. Obtenção de uma linha de financiamento mais fácil nessa área.

Uma das formas de tornar os custos mais baratos é substituir a própria madeira por materiais plásticos recicláveis, conhecida como madeira plástica, mais resistente.

As casas sustentáveis ainda oferecem um maior conforto para seus moradores e acabam sendo muito mais valorizadas na hora da venda e, obviamente, o morador pode instalar um sistema de alarme residencial via celular, para monitoramento.

Curiosidades sobre a construção sustentável

Visto isso, seis curiosidades que, normalmente, são encontradas em uma construção sustentável, são as seguintes:

  1. Uso do telhado verde;
  2. Uso de tinta ecológica;
  3. Colocação de vidro inteligente;
  4. Uso do bioconcreto;
  5. Colocação de telhas ecológicas;
  6. Utilização do bambu.

A colocação de um telhado verde é a aplicação de uma camada vegetal na laje da edificação, por sobre uma base impermeabilizada de PVC, proporcionando um ambiente agradável e que funciona como um isolante térmico e acústico.

O uso da tinta ecológica é uma forma de usar matérias-primas naturais, como óleos ou corantes, que são livres de componentes químicos, prejudiciais à saúde.

Essa tinta tem a mesma durabilidade que as tradicionais e sua aderência é a mesma das tintas normais. Porém, para que ela seja ecológica precisa ser isenta de compostos orgânicos voláteis (COVs), sintéticos e à base de metais pesados.

O vidro inteligente é uma tecnologia que permite controlar a transparência do vidro, por meio do acionamento de um botão, permitindo a passagem da luz natural e a absorção do calor do sol.

Ele reduz os gastos com sistemas de ventilação, ar-condicionado e iluminação com lâmpadas tradicionais.

O bambu também é uma curiosidade que se encontra nas casas sustentáveis, porque é um material bastante resistente, pouco usado pelas pessoas, mas que está disponível em grande quantidade na natureza e substitui o concreto armado.

Atualmente, existe o bioconcreto que tem uma bactéria em sua composição capaz de evitar o aparecimento de rachaduras, regenerando o solo e aumentando a sua durabilidade.

As telhas ecológicas são fabricadas através de fibras vegetais ou papel reciclado e podem reduzir o custo de uma construção sustentável. São compostas, também, por resíduos de embalagens produzidas com papelão e garrafas tipo pet.

Elas favorecem o conforto de temperatura e contribuem para a impermeabilização do material utilizado na colocação do telhado.

Considerações finais

A construção de uma casa sustentável já não é mais novidade. Ela é feita com materiais oriundos da própria natureza e tem como objetivo colaborar com a preservação do meio ambiente.

Existem muitas empresas que trabalham na área da sustentabilidade, elaborando projetos voltados para o uso de materiais recicláveis e que podem ser reutilizados de outras formas.

Portanto, para quem pretende ter maior conforto e trazer economia financeira para o bolso, optar por uma casa sustentável é uma excelente opção, inclusive para investimento, pois ao ser vendida, essa casa tende a valer muito mais no mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.