continua após a publicidade

O Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) abre inscrições para o  curso “Mudança do Clima em Focoda Agenda Global à Política Nacional“, reunindo autoridades no assunto para uma análise abrangente e aprofundada sobre a crise climática. Com início em 6 de março, o curso é composto por oito aulas on-line e pode ser feito por participantes de todo o país.

Os participantes do curso terão aulas com alguns dos principais especialistas e formuladores de políticas sobre a mudança do clima no país, entre eles: Izabella Teixeira, ex-Ministra do Meio Ambiente; Diplomata André Corrêa do Lago, Conselheiro do CEBRI e Secretário do Clima e Meio Ambiente do Ministério das Relações Exteriores; Ana Toni, Conselheira do CEBRI e Secretária Nacional de Mudança do Clima do Ministério do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas; e Paulo Artaxo, professor da USP, autor dos relatórios do IPCC, além de ser um dos cientistas brasileiros mais citados no mundo. A mediação dos encontros ficará por conta da jornalista Leila Sterenberg, pós-graduada em Relações Internacionais e Senior Fellow do CEBRI. Leila possui 25 anos de experiência cobrindo a política nacional e internacional em jornais impressos e, especialmente, na televisão, onde se destacou em coberturas históricas ao vivo, como os atentados das Torres Gêmeas em Nova York, em 2001, pela GloboNews.

Apresentando as dimensões da ciência, política, economia, além das diferentes consequências da crise climática para a sociedade, o curso foi desenvolvido para capacitar seus participantes a atuar ativamente na questão climática e acontece em um momento em que o Brasil assume o protagonismo dos mais importantes fóruns globais, com a presidência do G20 e os preparativos para sediar a COP30, em 2025.

Nesse sentido, a Conselheira Emérita do CEBRI e ex-Ministra, Izabella Teixeira, destaca a importância de o curso possibilitar “o entendimento das implicações das modificações no sistema de cooperação internacional ocorridas durante as negociações no âmbito do regime climático global“.

Tempo de ação ainda existe, mas está se esgotando, segundo o IPCC

De acordo com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), a crise climática em andamento já reduziu a segurança alimentar e limitou o acesso à água em muitas regiões do planeta. Os eventos de calor extremo estão aumentando as taxas de mortalidade e a disseminação de doenças. Apesar da crescente conscientização e da criação de políticas públicas mitigadoras, o planejamento e a implementação das medidas seguem aquém do necessário. Os atuais níveis de financiamento para a transição energética são insuficientes e estão pesadamente ofuscados pelos fluxos financeiros para as energias fósseis.

Em dois mil anos a temperatura global da superfície terrestre aumentou mais rapidamente desde 1970 do que em qualquer outro período de 50 anos. Para se manter o aquecimento em 1,5°C em relação aos níveis pré-industriais – limiar defendido por cientistas, a partir do qual haverá consequências catastróficas –, as emissões de gases de efeito estufa devem ser reduzidas de forma contundente, rápida e sustentável. Segundo o IPCC, será preciso diminuir as emissões globais pela metade até 2030 e em 99% até 2050.

Programa
O programa do curso “Mudança do Clima em Focoda Agenda Global à Política Nacional” fornece um panorama completo do estado atual do clima e de suas projeções futuras, com base nos relatórios do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) e da Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES). Além disso, serão discutidos pelos especialistas temas como a governança do clima no Sistema ONU, os desafios e oportunidades no financiamento climático e a interconexão entre mudança do clima, jurisprudência da terra e justiça social.

Os participantes terão acesso a um conjunto abrangente de referências para continuar acompanhando o assunto após a conclusão do curso. As inscrições podem ser feitas por meio do link: https://pagamento.zeeplo.com/pay/mudanca-doclima

Temas e especialistas
 “Protagonismo brasileiro na agenda climática global”, por Izabella Teixeira, Conselheira Emérita do CEBRI e ex-Ministra do Meio Ambiente.

“A sustentabilidade na perspectiva da relação ser humano-natureza”, por Fabio Scarano, Professor Titular de Ecologia da UFRJ.

Clima: estado atual, cenários de futuro”, por Paulo Artaxo, Professor Titular do Instituto de Física da USP.

continua após a publicidade