Em fevereiro de 2022, um grande acontecimento paralisou diversos países.

O acontecido em si, foi a invasão da Ucrânia pela Rússia que, até agora, existem diversas teorias a respeito. Expansão da Otan pelo Leste Europeu, adesão da Ucrânia a aliança militar e o desejo de Putin de reestabelecer a zona de influência da União Soviética, estão entre os principais motivos dessa invasão. 

Nessa invasão, mísseis foram lançados contra as cidades ucranianas, além disso, tropas entraram nas fronteiras e chegaram até as cidades portuárias via mar.

No entanto, apesar dessa guerra envolver de fato, dois países, muitos outros estão submetidos a sofrerem com as consequências dessa invasão. Dentre esses países que estão submetidos a sofrerem com as consequências, podemos destacar o Brasil, ainda mais no ramo econômico. 

Assim, pensando em deixar as pessoas um pouco mais por dentro dos assuntos relacionados a tal invasão, suas consequências e, principalmente suas consequências para nosso país, separamos neste artigo os principais tópicos acerca desse tema.

Entendendo melhor a guerra

De certa forma, podemos considerar que, na verdade, a guerra não aconteceu do nada. Na noite anterior ao dia da guerra, durante um discurso, Putin declarou que iria invadir a Ucrânia, com a intenção de realizar uma operação militar que tinha por objetivo desmilitarizar e eliminar a influência cultural nazista da Ucrânia. 

Ainda de acordo com o presidente russo, Vladimir, o objetivo principal da operação militar seria promover a proteção das pessoas de abusos genocídios, por parte do governo ucraniano. 

Por outro lado, os ucranianos e diversas de outras pessoas com nacionalidades diferentes, vêm nessa invasão russa, uma tentativa do país, que atualmente é governado por Putin, de reestabelecer a zona de controle a influência soviética.

A relação entre a Ucrânia e Rússia

Apesar dos últimos acontecimentos envolvendo esses países terem chocado muitas pessoas, a relação entre a Rússia e a Ucrânia já tem um histórico anterior. 

O que acontece, na verdade, é que os dois países já pertenceram ao estado eslavo, sendo esse um dos motivos pelo qual Putin se refere a esses países como um só, no entanto, durante muito tempo esses países tiveram seus avanços de forma separada, o que fez com que línguas e culturas se diferenciasse. 

Porém, no ano de 1991, o que aconteceu foi que a Ucrânia foi declarada um país independente, assim como a Rússia e, a partir disso, a Ucrânia foca todos os seus interesses em ingressas na OTAN, Organização do Tratado do Atlântico Norte. 

As exportações

Como já é do conhecimento de muitos, os processos de exportações consistem na saída temporária de determinados produtos e serviços nacionais para outros países, ou seja, é um processo um tanto quanto complexo, diferente, por exemplo, da venda de produtos via internet ou do aluguel de máquinas de café, também através da internet.

De maneira mais resumida, podemos dizer que a exportação é quando uma empresa se instala em um país e vende seus produtos para um país do exterior. 

A exportação brasileira

O Brasil é o país que mais cresce na área da exportação, visto que é um meio bastante eficaz para fazer com que o país se recupere da forte crise econômica que o comprometeu. Além disso, a exportação faz com que a possibilidade de aumento da escala de produção e a absorção de conhecimento em escala global seja possível. 

Separamos aqui uma lista com os produtos mais exportados pelo Brasil nos últimos anos, confira:

  • Soja;
  • Óleos de Petróleo;
  • Minério de ferro;
  • Carne bovina;
  • Carnes de aves;
  • Farelos de soja;
  • Açúcar e melaço;

Esses são, no entanto, só alguns dos diversos produtos que nosso país é responsável por exportar. Além disso, os países que mais recebem exportações de nosso país são, respectivamente: China, Estados Unidos, Argentina, Japão, Chile, México, dentre muitos outros.

A Guerra pode ou não afetar as exportações brasileiras?

Antes de qualquer coisa, vale destacar que, a Ucrânia e a Rússia não estão entre os principais países que recebem exportações de nosso país, por outro lado, a Rússia se encontra no topo, entre um dos principais países que nos fornecem produtos. 

Apesar disso, no ramo agrícola, o laço existente entre o Brasil e a Rússia pode sim, ser considerado, um tanto quanto importante. Isso porque, pensando no agronegócio, a Rússia é um dos principais países que recebe produtos do Brasil. 

Com isso, caso o Brasil pare de exportar produtos, como, por exemplo, soja, carne de frango, amendoim e muitos outros produtos para a Rússia, ele corre o risco de perder grandes fornecedores de fertilizantes, saindo altamente prejudicado. 

Isso tudo quer dizer que se, de fato, a Rússia cortar seus laços com os países que não entrarem na guerra atuando em sua defesa, o Brasil pode sair grandemente prejudicado com as exportações para outros países, isso porque, seus fornecedores cortarão vínculos. 

Assim, após concluir a leitura de nosso artigo e entender os principais pontos sobre a guerra, podemos concluir que sim, as exportações brasileiras podem ser afetadas.

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.