Como a memória afeta o dia-a-dia das pessoas e como melhorá-la

A memória é uma das funções mais importantes do nosso cérebro, pois permite que possamos adquirir, armazenar e recuperar informações sobre o que vivemos, aprendemos e conhecemos. A memória é essencial para a nossa identidade, para o nosso aprendizado, para o nosso comportamento e para a nossa saúde mental.

Mas como a memória funciona? E como ela afeta o nosso dia-a-dia? Neste artigo, vamos responder essas perguntas e mostrar como você pode melhorar a sua memória e a sua qualidade de vida. Confira!

O que é memória?

A memória é um processo multifacetado que compreende três etapas: codificação, armazenamento e recuperação. A codificação é o momento em que as informações são captadas pelos nossos sentidos e transformadas em sinais que podem ser processados pelo cérebro. O armazenamento é o momento em que as informações são guardadas em diferentes regiões cerebrais, de forma temporária ou permanente. A recuperação é o momento em que as informações são acessadas e trazidas à consciência, quando precisamos ou queremos lembrar de algo.

A memória não é uma coisa única, mas sim um conjunto de sistemas que trabalham de forma integrada. Existem vários tipos de memória, que se diferenciam pelo tempo, pelo conteúdo e pela forma de funcionamento. Alguns dos principais tipos de memória são:

  • Memória sensorial: é a memória que registra as informações sensoriais por um período muito curto, de alguns milissegundos a alguns segundos. Ela permite que possamos perceber o mundo de forma contínua e integrada.
  • Memória de curto prazo: é a memória que armazena as informações por um período curto, de alguns segundos a alguns minutos. Ela tem uma capacidade limitada, de cerca de sete itens, e é facilmente afetada por interferências e distrações. Ela permite que possamos manter o foco e a atenção em uma tarefa ou situação.
  • Memória de longo prazo: é a memória que armazena as informações por um período longo, de horas a anos. Ela tem uma capacidade ilimitada, mas depende de processos de consolidação e reconsolidação para manter as informações estáveis e acessíveis. Ela permite que possamos construir o nosso conhecimento e a nossa identidade.
  • Memória declarativa: é a memória que armazena as informações que podemos declarar conscientemente, como fatos, eventos, nomes, datas, etc. Ela se divide em memória episódica, que guarda as nossas experiências pessoais, e memória semântica, que guarda os nossos conhecimentos gerais sobre o mundo.
  • Memória não declarativa: é a memória que armazena as informações que não podemos declarar conscientemente, mas que influenciam o nosso comportamento, como habilidades, hábitos, condicionamentos, etc. Ela se divide em memória procedural, que guarda como fazer as coisas, e memória implícita, que guarda as nossas reações automáticas e emocionais.

Como a memória afeta o nosso dia-a-dia?

A memória afeta o nosso dia-a-dia de diversas formas, pois está envolvida em praticamente todas as nossas atividades e interações. Veja alguns exemplos:

  • A memória nos permite aprender coisas novas, como idiomas, instrumentos, profissões, etc., e aplicar o que aprendemos em situações futuras.
  • A memória nos permite recordar o que vivemos, como momentos felizes, tristes, marcantes, etc., e usar essas lembranças para nos orientar, nos motivar ou nos consolar.
  • A memória nos permite reconhecer as pessoas, os lugares, os objetos, etc., e estabelecer relações sociais, afetivas e culturais com eles. Algumas pessoas alegam que possuem a famosa memória fotográfica e que esta ajuda a se localizar em ambientes e a memorizar melhor assuntos para provas, por exemplo.
  • A memória nos permite planejar o futuro, como metas, projetos, sonhos, etc., e antecipar as consequências das nossas ações e decisões.
  • A memória nos permite resolver problemas, como desafios, enigmas, quebra-cabeças, etc., e usar a nossa criatividade, a nossa lógica e a nossa intuição.

Como melhorar a nossa memória?

A memória é uma função que pode ser melhorada com hábitos saudáveis, exercícios mentais e técnicas de memorização. Veja algumas dicas:

  • Mantenha uma rotina de sono adequada, pois o sono é fundamental para a consolidação e a reconsolidação da memória.
  • Tenha uma alimentação equilibrada, rica em vitaminas, minerais, antioxidantes e ácidos graxos, que são essenciais para a saúde cerebral e a prevenção de doenças que afetam a memória.
  • Pratique atividades físicas regularmente, pois elas melhoram a circulação sanguínea, a oxigenação e a neurogênese no cérebro, além de liberarem hormônios e neurotransmissores que favorecem a memória. O método pomodoro permite que a pessoa planeje pausas no trabalho ou nos estudos, para se exercitar ou mudar um pouco de atividade, proporcionando maior foco posterior.
  • Evite o consumo excessivo de álcool, tabaco, drogas e medicamentos que podem prejudicar a memória, tanto a curto como a longo prazo.
  • Estimule o seu cérebro com atividades desafiadoras, divertidas e variadas, como jogos, quebra-cabeças, palavras-cruzadas, sudoku, etc., que exercitam a memória e outras funções cognitivas.
  • Aprenda coisas novas, como idiomas, instrumentos, profissões, etc., que ampliam o seu repertório de conhecimentos e de experiências, e fortalecem as conexões neurais.
  • Repita as informações que você quer memorizar, de forma oral, escrita ou visual, e use técnicas como a associação, a visualização, a mnemônica, etc., que facilitam a codificação e a recuperação da memória.
  • Revise as informações que você já memorizou, de forma espaçada e elaborativa, e use recursos como resumos, mapas mentais, flashcards, etc., que reforçam a memória e evitam o esquecimento.
  • Treine a sua atenção e a sua concentração, pois elas são pré-requisitos para uma boa memória. Evite distrações, interrupções e multitarefas, e use técnicas como a meditação, a respiração e a música para melhorar o seu foco.
  • Cuide da sua saúde mental, pois o estresse, a ansiedade, a depressão e outros transtornos psicológicos podem afetar negativamente a memória. Busque apoio profissional, se necessário, e pratique atividades que promovam o seu bem-estar emocional.

A memória é uma das funções mais importantes do nosso cérebro, pois permite que possamos adquirir, armazenar e recuperar informações sobre o que vivemos, aprendemos e conhecemos. A memória é essencial para a nossa identidade, para o nosso aprendizado, para o nosso comportamento e para a nossa saúde mental.

Neste artigo, você aprendeu o que é memória, como ela funciona e como ela afeta o nosso dia-a-dia. Você também viu algumas dicas de como melhorar a sua memória e a sua qualidade de vida.