Os mosquitos são mais do que apenas incômodos. Eles são portadores de doenças graves, como dengue, zika, chikungunya e febre amarela, tornando-se um problema de saúde pública em muitas partes do mundo, incluindo o Brasil. Dito isso, é vital saber como controlar e eliminar esses pequenos, mas perigosos, insetos. Aqui estão algumas estratégias eficazes e comprovadas para ajudá-lo a acabar com os mosquitos.

Compreenda o Ciclo de Vida do Mosquito

Primeiro, é importante entender o ciclo de vida do mosquito para controlá-los efetivamente. Os mosquitos passam por quatro estágios de vida: ovo, larva, pupa e adulto. As fêmeas depositam seus ovos na água ou próximo a ela. Uma vez que os ovos eclodem, eles se transformam em larvas, que depois se transformam em pupas. A fase adulta é a última, onde os mosquitos voam e se alimentam. As fêmeas precisam de sangue para produzir ovos, e é nesse estágio que podem transmitir doenças.

Acabe com os Locais de Reprodução

Uma das maneiras mais eficazes de controlar os mosquitos é eliminar seus locais de reprodução. Os mosquitos precisam de água parada para reproduzir, então a primeira estratégia é não deixar água acumular. Isso significa manter baldes, caixas d’água e piscinas sempre tampadas, guardar garrafas com a boca virada para baixo, limpar as calhas dos canos, e eliminar objetos que acumulem água parada como pneus, garrafas e plantas. Até mesmo uma pequena quantidade de água em um copo de plástico pode ser um local de reprodução para os mosquitos.

Use Larvicidas

Nos locais com muitos focos de água parada, é recomendável a aplicação de larvicidas, que são produtos químicos que eliminam os ovos e as larvas do mosquito. Contudo, essa aplicação deve ser sempre realizada por profissionais treinados. Existem três tipos de aplicações: focal, perifocal e ultrabaixo volume (também conhecido como fumacê). A aplicação focal envolve a aplicação de pequenas quantidades de larvicidas diretamente nos objetos com água parada. A aplicação perifocal envolve a colocação de larvicidas com um aparelho que solta gotículas do produto químico. Já o fumacê é quando um carro emite uma fumaça que ajuda a eliminar as larvas do mosquito.

Proteja-se das Picadas

Embora seja importante eliminar os locais de reprodução e usar larvicidas, também é crucial proteger-se das picadas de mosquitos. Use repelentes aprovados pela Anvisa, vista roupas de manga longa e calças compridas quando estiver em áreas infestadas de mosquitos e considere o uso de mosquiteiros ao dormir, especialmente em áreas endêmicas.

O mosquito é uma pequena criatura, mas representa um grande problema de saúde pública em muitos países, incluindo o Brasil. Muitos mosquitos são portadores de doenças graves, como a dengue, transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes Aegypti. Os sintomas da dengue incluem dor nas articulações, no corpo, na cabeça, náuseas, febre acima de 39ºC e manchas vermelhas no corpo​1​. Devido à sua capacidade de transmitir doenças, é vital entender como podemos controlar e eliminar os mosquitos.

Para prevenir a dengue, e consequentemente controlar a população de mosquitos, é importante adotar medidas que evitem a reprodução do mosquito. O Aedes Aegypti se reproduz em locais com água parada. Portanto, eliminar objetos que acumulem água parada, como pneus, garrafas e plantas, é um passo crucial para impedir a reprodução do mosquito.

É recomendável também usar repelente e roupas mais compridas para evitar a picada, além de tomar a vacina contra a dengue, que está disponível para pessoas acima de 45 anos que já tiveram dengue mais de uma vez e/ou moram em áreas com muitos casos de dengue​2​.

Sem avaliações ainda