hora extra

Como calcular hora extra? Qual a conta que precisamos fazer para saber o quanto vamos receber ou então o quanto temos que pagar aos nossos colaboradores? É possível ter um valor exato ou somente “por cima”? Quais são as consequências de realizar uma conta errada e ficar devendo aos nossos colaboradores?

As horas extras são cruciais na hora do pagamento de um colaborador. Dizemos isso porque esse é um valor que os colaboradores possuem por direito, ou seja, as empresas são obrigadas a pagar. É claro, existem concessões, como no caso do banco de horas, que pode ser traduzido em folgas durante a semana.

Neste conteúdo, queremos exemplificar aos nossos leitores como calcular hora extra, seja você um funcionário ou então um dono de empresa que quer pagar os seus colaboradores, com a certeza de estar realizando uma conta correta. Leia conosco e entenda mais sobre o assunto. Vamos lá!

Banco de horas x Horas extras

Antes de explicarmos de forma detalhada como calcular hora extra, é necessário que entenda a diferença entre banco de horas e o enfoque de nosso conteúdo. Conforme mencionado anteriormente, a única forma de não pagar seu colaborador em dinheiro é através do banco de horas.

O banco de horas nada mais é do que um local “imaginário” aonde você aloca as horas trabalhadas a mais por um colaborador. É claro, você deverá ter uma planilha ou software de RH para realizar esse controle. Através do banco de horas, portanto, àquelas horas adicionais trabalhadas pelo colaborador podem ser “transformadas” em folgas, o que possibilita ao empreendedor a chance de não gastar seu dinheiro. Sabendo disso, vamos continuar nosso conteúdo.

Como calcular hora extra?

Para saber como calcular hora extra é muito simples. Basta saber quanto o colaborador ganha, e logo após dividir esse valor por 220, que é o número de horas trabalhadas em um mês segundo a CLT. Portanto, se o colaborador recebe R$2.300,00 mensais segundo sua carteira assinada, isso significa que sua hora vale R$10,45.

Continuando nosso exemplo, existem duas formas de acrescentar dinheiro ao salário de um colaborador. Como calcular hora extra? Com base nas duas informações que deixamos abaixo:

  1. Caso a hora extra tenha sido realizada durante a semana, é acrescida uma porcentagem de 50% acima do valor da hora comum;
  2. Caso a hora extra tenha sido realizada durante a semana, é acrescida uma porcentagem de 100% acima do valor da hora comum.

Mas, o que isso realmente significa na hora de realizar a conta da hora extra? Imagine a seguinte situação: um colaborador realizou 4 horas extras no mês, todas elas durante a semana. Para calcular a hora extra desse colaborador com base no salário que mencionamos, a conta é a seguinte:

  • Horas trabalhadas = 4 x R$10,45 (valor da hora) = R$41,80;
  • Agora são acrescidos 50% sobre o valor, pois as horas foram realizadas durante a semana. 50% de R$41,80 é igual a R$20,90;
  • O total das horas extras é de R$62,70;
  • Portanto, se o funcionário trabalhou 4 horas a mais do que o comum em um mês, sendo essas horas realizadas durante a semana, e recebe R$2.300,00 mensais, irá receber mais R$62,70 como adicional das horas extras contribuídas.

Também podemos realizar essa conta com base na informação de que as horas extras trabalhadas foram durante o final de semana. Nesse caso, o acréscimo é de 100% com base no valor de sua hora trabalhada. Como calcular hora extra nesse caso? Especificamos abaixo, seguindo o mesmo exemplo anterior. Leia:

  • Horas trabalhadas = 4 x R$10,45 (valor da hora) = R$41,80;
  • Agora são acrescidos 100% sobre o valor, pois as horas foram realizadas durante o final de semana. 100% de R$41,80 é igual a R$41,80;
  • O total das horas extras é de R$83,60;
  • Portanto, se o funcionário trabalhou 4 horas a mais do que o comum em um mês, sendo essas horas realizadas durante o final de semana, e recebe R$2.300,00 mensais, irá receber mais R$83,60 como adicional das horas extras contribuídas.

Qual a importância de saber realizar essa conta?

Muitos de nossos leitores nos perguntam qual é a real importância de aprender a realizar o cálculo de horas extras. É claro, a importância é meio óbvia, pois está relacionada ao pagamento correto de um colaborador. Abaixo, explicamos a importância para cada uma das partes envolvidas de forma mais detalhada. Leia:

Para o empregador

O empregador precisa saber fazer essa conta, porque é direito do colaborador receber pelo tanto que trabalhou. O pagamento incorreto dos valores devidos é passível até mesmo de processo trabalhista, que mancha não só o histórico, como toda a imagem e marca de uma empresa. Vale a pena pagar uma contabilidade especialista em processos trabalhistas para cuidar dessas situações.

Para o empregado

Para o empregado, a importância é uma só: receber a mais pelo que trabalhou. Além disso, também podemos mencionar o quão importante é não deixar ser passado para trás. O colaborador pode recorrer na justiça, conforme já mencionamos, caso não receba o que realmente deve.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o assunto, basta comentar aqui abaixo que ficaremos satisfeitos em lhe responder. Aprendeu a como calcular hora extra? Esperamos que sim. Até a próxima!

Gostou dessas dicas? Se sim, compartilhe com seus familiares e amigos, e também em suas redes sociais. Receba conteúdo gratuito, diariamente, e siga-nos no Google News.