Como tirar a cidadania europeia

A cidadania europeia é um desejo e um grande sonho de muitas pessoas, afinal, ela conta com uma série de benefícios para os indivíduos, como ter a oportunidade de viver, estudar e trabalhar em qualquer um dos países que fazem parte da União Europeia.

Além dessas vantagens, essa cidadania europeia ainda oferece um forte senso de conexão com a história e a cultura dessa região.

Com isso, a seguir, exploraremos essa questão, sobre como tirar a cidadania europeia, assim como as vantagens dessa documentação e muito mais. Confira!

Vantagens de tirar a cidadania europeia

Compreender quais são as vantagens ao adquirir a cidadania europeia é o que poderá te impulsionar a buscar por essa documentação. Entre essas vantagens, podemos destacar as seguintes:

Liberdade para se movimentar

Quando o indivíduo possui a cidadania europeia, não é preciso se preocupar com o tempo que passará nos países que são parte da União Europeia, tendo a liberdade de viajar, trabalhar e estudar em qualquer um dos 27 países.

Sem a necessidade de visto ou qualquer tipo de autorização especial, você ainda terá a liberdade de entrar nos países sempre que quiser.

Acesso aos serviços de saúde e educação

Como cidadão reconhecido pela União Europeia, é possível usufruir de muitos serviços de saúde e educação que alguns dos países oferecem – que são de excelente qualidade. Assim como temos acesso ao SUS no Brasil, o mesmo ocorre nos países da União Europeia.

Benefícios sociais

Também terá acesso a diversos benefícios sociais, como é o caso da aposentadoria, auxílio desemprego e assistência médica sempre que necessário.

Participação na política

Como cidadão, o indivíduo terá direito a participar da política do país, afinal, fazendo parte da comunidade é preciso contribuir com o seu voto ou até mesmo chegar a concorrer a cargos públicos.

Ou seja, ele se torna um cidadão ativo e participativo no país em que vive e que possui a cidadania.

Como ter a dupla cidadania

Mas, afinal, como ter a dupla cidadania e poder usufruir de todos esses benefícios que citamos acima?

Primeiro, saiba que a dupla cidadania diz respeito à condição em que você, indivíduo, passa a ser reconhecido como cidadão de dois países ou mais ao mesmo tempo – o que pode acontecer quando se tem uma descendência de países diferentes, quando se tem pais de países diferentes, dentre outras situações.

Para tirar sua cidadania europeia e ainda manter a sua cidadania brasileira, se for o caso, é preciso seguir os seguintes passos:

Descubra se você tem direito

Primeiro, é preciso verificar se você tem direito à cidadania europeia, afinal, existem requisitos para conseguir essa documentação.

A elegibilidade para conseguir a sua cidadania europeia poderá variar de acordo com o país, por isso é importante fazer pesquisas mais específicas de acordo com a região que deseja habitar e ser reconhecido.

Alguns dos países da União Europeia podem fornecer a cidadania por descendência, que é quando os ancestrais são europeus. Mas, em outros, ela pode ser fornecida quando o indivíduo já mora por um tempo no país.

Portanto, é preciso fazer uma pesquisa sobre os regulamentos e leis do país em questão para identificar se é possível obter a cidadania ou não.

Encontre todos os documentos necessários

Com a elegibilidade tendo sido confirmada, é preciso reunir todos os documentos que serão necessários para realizar o processo de candidatura à cidadania europeia.

Entre os documentos, podem ser solicitadas certidões de nascimento, casamento e óbito, assim como comprovantes de residência, o histórico criminal do indivíduo e de seus familiares, dentre outros registros legais que possam ser relevantes para o caso.

Por isso, é importante que o indivíduo solicitante se certifique de que todos eles estejam atualizados e seguindo os requisitos do país onde a solicitação está sendo feita.

A melhor opção é já conferir todos os documentos e atualizá-los antes mesmo de começar o processo de tirar a cidadania, para agilizar as etapas que virão.

Faça a tradução juramentada dos documentos

Certamente, será necessário que o indivíduo traduza seus documentos para o idioma oficial do país em questão, que provavelmente será o inglês.

Neste caso, é preciso fazer a tradução juramentada dos documentos, que é feita por um tradutor certificado que irá atestar a autenticidade e a precisão da tradução. Por se tratar de um documento importante, apenas dessa maneira ela será aceita – em casos onde essa tradução seja solicitada.

Contrate uma assessoria especializada

A melhor maneira de tirar a cidadania europeia é através de uma assessoria especializada, afinal, é um processo com muitas etapas e que pode ser bastante demorado e complexo.

Portanto, é fundamental que seja feito juntamente de pessoas especializadas no assunto e que poderão oferecer mais conforto para o indivíduo solicitante e, claro, maior certeza de conseguir obter a tão sonhada cidadania – mesmo vale para quem busca a dupla cidadania.

A assessoria especializada em cidadania europeia irá oferecer profissionais que possuem alto conhecimento no assunto, sendo essenciais para ajudar no entendimento das leis, regulamentações e demais procedimentos do país.

Além disso, serão cruciais para que erros não sejam cometidos no processo.

Sem avaliações ainda
Avatar
Lucas W. Pelisari é escritor, formando em Investigação Forense e Perícia Criminal. Cursa Direito e atua profissionalmente no marketing. Sua especialidade é empreendedorismo e marketing digital.