continua após a publicidade

O cimento queimado é um revestimento versátil, moderno, econômico e fácil de aplicar. Por isso, vem ganhando os corações de muitas pessoas.

Ele combina com diversos estilos, desde o industrial até o minimalista, em casas tradicionais ou com elementos de automação residencial.

Mas como usar cimento queimado na decoração? Quais são as vantagens e desvantagens desse material? Quais são os cuidados necessários para mantê-lo bonito e durável?

Confira!

O que é cimento queimado?

O cimento queimado é um tipo de piso ou parede feito com uma mistura de cimento, areia e água. 

Ele recebe esse nome porque, depois de aplicado, ele é “queimado” com uma desempenadeira metálica, que alisa e nivela a superfície. 

Esse processo cria um efeito rústico e irregular, com manchas e fissuras que são características desse revestimento.

Ele pode ser usado tanto em áreas internas quanto externas, e ser aplicado sobre outros pisos, desde que a superfície esteja limpa, seca e nivelada. 

E combina bem com aquela tinta emborrachada da sua parede externa, certo?

Quais são as vantagens do cimento queimado?

O cimento queimado tem várias vantagens que o tornam uma ótima opção para a decoração. Veja algumas delas:

  • É moderno: confere um ar contemporâneo e despojado aos espaços. Ele é ideal para quem busca uma decoração com personalidade e originalidade.
  • É fácil de limpar: basta um detergente neutro e um pano úmido para limpar o revestimento. Ele não acumula poeira nem sujeira, o que facilita a manutenção.
  • É barato: o custo do material é baixo, comparado a outros revestimentos. Além disso, ele dispensa o uso de rejunte, o que reduz o gasto com mão de obra e materiais.
  • É resistente: é um revestimento durável, que suporta bem o tráfego de pessoas e o peso de móveis. Ele também é impermeável, o que evita a proliferação de fungos e bactérias.
  • É versátil: pode ser usado em diferentes ambientes e combinar com vários estilos de decoração. Ele também pode ter diferentes cores, dependendo do pigmento que for adicionado à mistura, e receber acabamentos variados, como verniz, cera ou resina, que alteram o brilho e a textura do revestimento.

Quais são as desvantagens do cimento queimado?

Apesar de todas as vantagens, o cimento queimado também tem algumas desvantagens que devem ser consideradas antes de escolhê-lo para a decoração. 

Veja quais são elas:

  • É frio: é um revestimento que não retém calor, o que pode tornar o ambiente menos aconchegante, especialmente em regiões mais frias. Uma forma de amenizar esse problema é usar tapetes, cortinas e almofadas para aquecer o espaço.
  • É rígido: ele não absorve impactos, o que pode causar desconforto ao caminhar ou ficar em pé sobre ele por muito tempo. Uma solução para isso é usar calçados confortáveis ou pisos emborrachados em áreas de maior circulação.
  • É difícil de aplicar: requer habilidade e experiência para ser aplicado, pois o tempo de secagem é curto e o acabamento depende da técnica do profissional. Por isso, é recomendável contratar um especialista para fazer o serviço, o que pode encarecer o projeto.
  • É propenso a rachaduras: pode apresentar fissuras e trincas ao longo do tempo, devido à dilatação e contração do material. Essas imperfeições podem ser vistas como um charme ou um defeito, dependendo do gosto de cada um. Para evitar ou minimizar esse problema, faça juntas de dilatação a cada metro quadrado e use aditivos que aumentam a elasticidade do cimento.

Como usar cimento queimado na decoração?

Fez o balanço entre prós e contras e resolveu usar cimento queimado na decoração

Esta é uma ótima ideia, pois ele pode ser usado de diversas maneiras, criando efeitos incríveis e harmoniosos. 

Veja algumas dicas:

  • Use no piso: é uma forma de criar uma base neutra e uniforme para o ambiente. Você pode utilizá-lo em toda a casa ou em alguns cômodos, como a sala, o banheiro ou a varanda. No piso, combina bem com móveis e objetos coloridos, que trazem vida e alegria ao espaço.
  • Em móveis e objetos: uma forma mais ousada de usar o cimento queimado é em móveis e objetos, como mesas, bancadas, prateleiras, vasos, luminárias e quadros. Neste caso, confere um toque industrial e sofisticado à decoração, além de ser uma forma de reaproveitar materiais que seriam descartados.
  • Use em uma parede de destaque: uma forma de valorizar o revestimento é usá-lo em uma parede que chame a atenção, como a da sala de estar, do quarto ou da cozinha. Você pode combinar o cimento queimado com outros materiais, como madeira, tijolo, metal ou vidro, criando um contraste interessante.
  • Use com cores: uma forma de dar mais personalidade e charme ao cimento queimado é usar cores na sua composição. Você pode escolher uma cor que combine com o seu estilo e o seu ambiente, como azul, verde, vermelho ou amarelo. O revestimento colorido pode ser usado em paredes, pisos, móveis ou objetos, criando pontos de cor e destaque na decoração.

Conclusão

O cimento queimado é um revestimento que oferece muitas possibilidades para a decoração, podendo ser usado em diferentes ambientes e estilos. 

Balanceando as vantagens e desvantagens, é possível usufruir bastante do revestimento.

Quer saber mais sobre obras, reformas, decoração e design de interiores? Continue acompanhando o nosso blog. Até a próxima! 

continua após a publicidade